acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Produtos e Serviços

Petrobras assinou o novo termo de uso do BDEP

20/06/2011 | 13h38
O Banco de Dados de Exploração e Produção (BDEP) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) celebra outro marco em seus 11 anos de operação: a associação da Petrobras através do Plano ANP1, o maior plano disponível. No momento, o BDEP tem 34 empresas associadas, com previsão de inclusão de mais quatro nos próximos meses.


Nos últimos anos, a presença da Petrobras como solicitante de dados aumentou, o que tornou mais vantajoso para a empresa a associação ao BDEP. Esse aumento de interesse da Petrobras pelos dados do BDEP é uma tendência geral do mercado, no momento em que muitos levantamentos de dados Sísmicos e Não-Sísmicos pelas Empresas de Aquisição de Dados (EADs) no Brasil estão se tornando públicos – dado o período de confidencialidade de 10 anos a partir da data de conclusão do levantamento.



O BDEP, maior banco de dados geológicos e geofísicos governamental conhecido no mundo, fundado em maio de 2000, começou a funcionar com o acervo de dados da Petrobras transferido à Agência, passando a armazenar também os dados gerados pelas atividades da indústria petrolífera a partir da abertura do setor em 1998. O acervo de dados inicial corresponde atualmente a apenas 2,3% dos dados armazenados, que hoje conta com mais 3,23 Petabytes em informações, um dos maiores do mundo.  



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar