acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Petrobras assina dois contratos de E&P com a Perupetro

14/12/2005 | 00h00

Entre os seis últimos contratos do ano assinados entre a Perupetro, a agência peruana encarregada de promover investimentos no Peru, e petroleiras internacionais, dois foram assinados com a Petrobras.

Nesta terça-feira (13/12), foram assinados seis contratos de exploração e produção (E&P) com quatro empresas. Estes são os últimos acordos do tipo que foram assinados este ano, disse a BNamericas uma fonte do organismo.

Os contratos correspondem aos blocos 112 e 110 nas bacias de Marañon e Ucayali, respectivamente, com a energética federal brasileira Petrobras e os blocos 108 e 115, nas bacias de Ucayali e Marañon com a petroleira argentina Pluspetrol, informou a Perupetro em um comunicado.
 
Também assinou um contrato pelo bloco 105 com a Siboil, filial da Siberiam Oil Company, e pelo bloco 102 com um consórcio formado pelas companhias Ramshorn International (filial da Nabors Drillign), Shona e Andean, se lê no comunicado. 

A assinatura destes novos contratos ocorre após a assinatura de dois contratos de E&P em 7 de dezembro pelos blocos 111 e 113 na bacia Madre de Dios com a chinesa Sapet Development Peru, filial da petroleira chinesa National Oil & Gas Exploration & Development Corp (CNODC).

A Sapet necessita investir US$ 40 milhões em cada bloco durante a fase de exploração, no entanto a etapa de produção comercial provalvelmente implicará em um investimento total de US$ 1 bilhão, se lê no comunicado.

O bloco 111 com 1,52 milhões de hectares e o 113 com 1,23 milhões de hectares se situam nas províncias de Tahaumanú, Tambopata e Madre de Dios, ainda que o último também atinja a província de Manu.

Atualmente a Sapet opera os blocos 6 e 7 no Peru, que produzem 3.500 barris de petrõleo e 4 milhões de pés cúbicos de gás natural por dia.

Os oito contratos assinados durante a semana passada elevam o total de contratos assinados este anos pela Perupetro a 14 ante os seis assinados em 2004.

Com os contratos assinados este ano, a Perupetro prevê um investimento total em exploração e produção de US$ 2.350 milhões até 2010, se lê no comuniado.

Perupetro tinha prevista assinar 17 contratos este ano, disse a BNamericas em novembro seu gerente geral, José Chávez.

Há outros dois contratos à espera de aprovação por parte do presidente Alejandro Toledo, mas provavelmente não serão fechados este ano, informou a fonte.

Os contratos por assinar correspondem ao bloco 76 com a norte-americana Hunt e ao bloc 109 com a petroleira espanhola Repsol YPF.

No entanto, ainda não existe uma meta para a quantidade de contratos para serem assinados em 2006, a fonte informou que seria similar ao total deste ano ou superior.



Fonte: Redação / BNameric
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar