acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
E&P

Petrobras assina acordo de E&P no mar de Portugal

18/05/2007 | 00h00

A Petrobras e as empresas portuguesas Galp Energia e Partex, assinaram nesta sexta-feira (18/05), em Lisboa, acordo para exploração e produção de petróleo em quatro blocos na Bacia de Lusitaniana, situada na costa portuguesa, ao norte de Lisboa.

A Petrobras será a operadora, com 50% de participação, ficando a Galp Energia com 30% e a Partex com 20%. Será a primeira atividade de exploração e produção a ser desenvolvida na costa portuguesa.
 
O acordo é resultado do memorando de entendimento assinado em agosto de 2006, na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, pelo Primeiro-Ministro de Portugal, José Sócrates, e o Presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, na presença da ministra-Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, e do Ministro da Fazenda, Guido Mantega.
 
Os blocos, chamados Camarão, Amêijoa, Mexilhão e Ostra, estão situados nas profundidades de água entre 200 e 3.000 metros, em área total de 12 mil quilômetros quadrados. Sgundo explica a Petrobras, o consórcio formado pelas três empresas deverá se concentrar na prospecção de hidrocarbonetos em regiões de águas profundas.
 
O contrato prevê um período de oito anos para a exploração, envolvendo a aquisição sísmica e a perfuração de poços exploratórios. "Na primeira etapa os investimentos iniciais previstos são da ordem de US$ 20 a US$ 30 milhões. Os recursos poderão ser maiores, dependendo das avaliações técnicas no decorrer dos estudos", informa a petroleria brasileira.
 
A Petrobras ressalta, ainda, que "a participação da Petrobras nesse acordo é significativa porque inaugura uma nova fronteira exploratória para a Companhia e demonstra a valorização da expectativa de bons resultados em Portugal".



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar