acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Mercado

Petrobras assina 4 contratos de produção em Angola

03/11/2006 | 00h00

A Petrobras assinou nesta sexta-feira, em Luanda, quatro contratos para partilhar produção em Angola, de acordo com comunicado distribuído pela companhia. Os acordos foram feitos com a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol). Apesar de estar presente naquele País desde 1979, esta é a primeira vez que a estatal brasileira atuará como operadora. A empresa participará da exploração de quatro blocos em bacias africanas.

"Com a assinatura desses quatro blocos exploratórios, a Petrobras consolida uma posição de forte aderência ao seu Plano Estratégico e inaugura uma nova fase em Angola", diz a empresa. "Angola é uma das prioridades de investimento da companhia", afirma a estatal em nota.

Um dos blocos explorados pela Petrobras em Angola, o 6/06, está localizado em águas rasas da Bacia do Kwanza e possui uma área total de 4.930 quilômetros quadrados. O programa de trabalho da fase inicial do contrato prevê a aquisição de dados sísmicos e a perfuração de dois poços exploratórios. A Petrobras é a companhia operadora, com 40% dos direitos.

Outro bloco, o 18/06, está localizado em águas profundas, na Bacia do Baixo Congo. Segundo o comunicado da empresa, trata-se de uma das região mais prolíficas da indústria petrolífera em Angola e que está ao sul de importantes locais produtores no país. A área do bloco é de 4.611 quilômetros quadrados. A Petrobras é a companhia operadora, com 30% de participação. Na fase inicial, o contrato prevê a aquisição de dados sísmicos e a perfuração de sete poços exploratórios.

O Bloco 26 situa-se ao sul de Angola, em águas profundas, na Bacia de Benguela, em área de 4.838 quilômetros quadrados. Trata-se de área de fronteira exploratória, cuja integração de dados geológicos e geofísicos do bloco, e analogias com modelos petrolíferos da costa oeste africana e da costa leste brasileira, permitiu a identificação do interesse da Petrobras, que atuará como operadora, com 80% dos direitos. O contrato prevê a aquisição de dados sísmicos e a perfuração de dois poços pioneiros.

Já o Bloco 15/06 também está localizado na Bacia do Baixo Congo, e faz parte do prolífico alinhamento de campos produtores em águas profundas angolanas. Sua área é de 3.025 quilômetros quadrados. A Petrobras atuará como sócia não-operadora, com 5% dos direitos.


Fonte: Agência Estado



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar