acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Tecnologia

Petrobras adquire tecnologia inédita

21/07/2006 | 00h00

A Petrobras adquiriu, nesta quinta-feira (20/07), tecnologia inédita no Brasil: o Sistema de Gerenciamento Digital Integrado de Campos de Petróleo e Gás (GEDIG). A inovação introduzirá um novo conceito de integração e automação da produção para seus campos de petróleo e gás e será implantado inicialmente no campo de Carapeba, na Bacia de Campos.

Conforme informa a companhia, o sistema aumenta o fator de recuperação do óleo, reduz as perdas de produção, além de otimizar custos operacionais e garantir maior segurança aos processos.

"Grandes majors do petróleo, como a Shell, Statoil, British Petroleum (BP) e Hydro, também estão adotando o novo sistema. Ele permite correlacionar, por exemplo, em tempo real e de forma mais precisa, o volume de óleo e gás produzidos ao volume de água e vapor injetados. Essa integração de dados permite detectar possíveis falhas na produção - como o excesso de água gerado - e a necessidade de fechar ou abrir uma nova zona de produção do reservatório", explica a Petrobras.

Além de Carapeba, a empresa brasileira instalará esse sistema nos campos marítimos de Barracuda e Caratinga, na Bacia de Campos (RJ), e nos campos terrestres de Fazenda Alegre (ES), de Cidade de Entre-Rios (BA), de Carmópolis (SE) e de Alto do Rodrigues (RN). O objetivo da empresa é testar a tecnologia em campos com variados perfis - maduros, novos, onshore e offshore - para avaliar seu desempenho de forma mais ampla.
 
O contrato para aquisição da nova tecnologia foi assinado na quinta-feira com a Schlumberger, com a presença da gerente executiva interina de Engenharia de Produção da área de Exploração e Produção -E&P, Cristina Pinho - em substituição ao gerente executivo José Miranda Formigli -, do gerente geral da Unidade de Negócio da Bacia de Campos, Carlos Eugênio Melro, e do gerente geral de Tecnologias de Processos de Produção e coordenador nacional do projeto, Tuerte Amaral.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar