acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Perupetro espera lançar leilão de blocos de petróleo ainda este ano

10/08/2011 | 17h52
A Perupetro, agência de licenciamento para a exploração de hidrocarbonetos do Peru, espera lançar um leilão para 14 novos blocos de exploração até o fim do ano, se a legislação que está no Congresso for aprovada. A informação é do presidente da agência, Aurelio Ochoa.

O leilão foi colocado em espera pelo governo anterior, após o então presidente Alan Garcia rejeitar o projeto que havia sido aprovado pelo Congresso no ano passado e mandar o texto de volta para os legisladores. Garcia fez várias críticas ao projeto, inclusive expressando receios de que ele poderia ser vetado por comunidades locais. O Executivo também pediu que a legislação não se aplique a cidades rurais e vilarejos, a maior parte localizada na região andina.

O novo presidente do Peru, Ollanta Humala, tem sido um grande defensor da nova legislação sobre o setor de hidrocarbonetos, afirmando que essa será uma ferramenta importante para evitar conflitos sociais que têm dificultado vários projetos e adiado investimentos milionários.

"O primeiro projeto que nós vamos mandar para o Congresso é essa lei e nós vamos colocar toda nossa energia nisso", disse Ochoa. "Quando o projeto chegar ao Congresso, pode levar algum tempo, devido ao grande debate, mas eu espero que seja aprovado em dois ou três meses", acrescentou.

Enquanto isso, Ochoa disse que a Perupetro está reavaliando o leilão e pode aumentar o número de blocos de exploração, ao diminuir o tamanho das concessões. Ele diz que as concessões no Peru são significativamente maiores do que em outros países vizinhos, como Brasil e Colômbia, o que diminui as chances de sucesso na exploração. "Isso precisa ser revisto, para a conveniência do investidor, para as comunidades nativas e o país em geral".

A produção de hidrocarbonetos no Peru atualmente é de 150 mil barris por dia, e Ochoa diz que quer elevar esse volume para cerca de 230 mil nos próximos dois ou três anos. Segundo ele, o portfólio de investimentos nos próximos cinco anos está entre US$ 8 bilhões e US$ 10 bilhões. Entretanto, ele espera que essa quantia dobre, apesar dos receios com a economia global. As informações são da Dow Jones.


Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar