acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Pernambuco será palco de discussões estratégicas para o Brasil

15/10/2013 | 14h11
Pernambuco será palco de discussões estratégicas para o Brasil
Porto de Suape. Divulgação Porto de Suape. Divulgação

 

Na próxima semana, o nordeste será palco de debates sobre investimentos em infraestrutura, petróleo e gás. De 23 a 25 o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) realiza a Pernambuco Petroleum Business, que acontece no Centro de Convenções de Olinda.
Segundo o IBP, o propósito do encontro é fugir do caráter técnico para proporcionar debate sobre as necessidades e novidades do setor energético. Pernambuco, por exemplo, fará em novembro seu primeiro leilão de energia solar, com expectativa de aquisição de 12 megawatts médios, correspondentes à potência instalada de 60 megawatts.
O estado, que cresce em média 2% acima da média nacional, também se prepara para receber empreendimentos como o Porto de Suape, o Estaleiro Atlântico Sul e a Refinaria Abreu e Lima.
“O que existe hoje no Nordeste é uma fronteira de desenvolvimento extraordinário. Não só em bens de consumo, mas em áreas estratégicas para o país como é o caso do segmento de energia. As empresas começaram a enxergar esse espaço a ser explorado e veem oportunidades de investimento seguro na região”, aponta Marco Túlio Rodrigues, diretor de promoção de investimentos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD DIPER) e presidente do Comitê Organizador do evento.
“A Pernambuco Petroleum Business será dividida em três blocos: Perspectivas, Logística e outro propriamente sobre Pernambuco. Queremos abrir um espaço de discussão para o mercado e compreender o que acontece de positivo na região”, ressalta o secretário geral do IBP, Milton Costa Filho.

Na próxima semana, o nordeste será palco de debates sobre investimentos em infraestrutura, petróleo e gás. De 23 a 25 o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) realiza a Pernambuco Petroleum Business, que acontece no Centro de Convenções de Olinda.

Segundo o IBP, o propósito do encontro é fugir do caráter técnico para proporcionar debate sobre as necessidades e novidades do setor energético. Pernambuco, por exemplo, fará em novembro seu primeiro leilão de energia solar, com expectativa de aquisição de 12 megawatts médios, correspondentes à potência instalada de 60 megawatts.

O estado, que cresce em média 2% acima da média nacional, também se prepara para receber empreendimentos como o Porto de Suape, o Estaleiro Atlântico Sul e a Refinaria Abreu e Lima.

“O que existe hoje no Nordeste é uma fronteira de desenvolvimento extraordinário. Não só em bens de consumo, mas em áreas estratégicas para o país como é o caso do segmento de energia. As empresas começaram a enxergar esse espaço a ser explorado e veem oportunidades de investimento seguro na região”, aponta Marco Túlio Rodrigues, diretor de promoção de investimentos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD DIPER) e presidente do Comitê Organizador do evento.

“A Pernambuco Petroleum Business será dividida em três blocos: Perspectivas, Logística e outro propriamente sobre Pernambuco. Queremos abrir um espaço de discussão para o mercado e compreender o que acontece de positivo na região”, ressalta o secretário geral do IBP, Milton Costa Filho.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar