acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
América do Sul

Pequiven e ExxonMobil buscam US$1,8 bilhão para joint-venture na Venezuela

19/12/2005 | 00h00

A petroquímica estatal venezuelana Pequiven e a petroleira major norte-americana ExxonMobil planejam conseguir US$ 1,8 bilhão nos mercados financeiros para um projeto de risco compartilhado, uma joint-venture, em partes iguais para fabricar olefinas avaliado em US$ 3 bilhões, disse na sexta-feira (16/12) a BNamericas o diretor da Pequiven, Raul Romay.

A venda da dívida é a opção mais provável. "Os sócios aplicam 40% e para os outros 60% buscaremos um financiamento", indicou Romay.

"Vamos lançar o que se chama um "market sounding" para ver que tipo de apetite existe para uma emissão deste tamanho. Algo similar ao que fizemos em 2000 para resstruturar a dívida da Fertinitro", explicou Romay.
 
Fertinitro é a maior planta de fertilizantes da Venezuela, onde a Pequivem está associada com Koch Industries.

Dos restantes US$ 1,2 bilhão que se necessita para completar o projeto, já se separaram os US$ 600 milhões da Pequiven, acrescentou.

O acordo de desenvolvimento do projeto assinado em agosto do ano passado contemplava de 12 a 18 meses para a primeira etapa, que consiste em selecionar a tecnologia, explicou Romay.

Se tudo ocorre segundo o programado, os sócios começaram os trabalhos de movimento de terra no local do projeto, situado no complexo industrial Jose, leste da Venezuela, no final de 2006. "No entanto a construção da planta propriamente dita será iniciada no início de 2007", acrescentou.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar