acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Pequenos acionistas estão divididos sobre oferta pública de ações

30/08/2010 | 11h10
No embalo das grandes descobertas do pré-sal, eles colocaram as economias nas ações da Petrobras. Mas o que tinha tudo para ser um ganho certo transformou-se em dor de cabeça. Com a conturbada capitalização da estatal, os pequenos investidores viram suas aplicações em ações da companhia encolherem 26% na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) somente este ano. De queridinha, a empresa agora divide opiniões entre minoritários, incomodados com as ingerências do governo.

Francisco Stonis Filho comprou as ações da Petrobras a R$ 32 em meados do ano passado, antes de o governo enviar ao Congresso o projeto de lei da capitalização da estatal. Ele viu seu investimento encolher 16,44% desde então. “Para mim, acompanhar a oferta da Petrobras será aumentar a aposta em uma posição perdedora”, afirma o investidor.

Os analistas explicam, no entanto, que quem tem ações da Petrobras e não acompanhar o aumento de capital terá sua participação reduzida, ou diluída, na empresa. O montante em dinheiro aplicado nas ações será mantido o mesmo, mas esse valor vai representar uma participação menor do capital da companhia.


Fonte: O Globo Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar