acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
OTC Brasil e Rio Pipeline 2017

Pedro Parente: reduzir custos de produção em um cenário de preços baixos do petróleo

26/10/2017 | 08h37
Pedro Parente: reduzir custos de produção em um cenário de preços baixos do petróleo
TN Petróleo TN Petróleo

Ontem durante o segundo dia da OTC Brasil, Pedro Parente da Petrobras afirmou "deveremos atingir a meta de produção de petróleo e gás, feito a ser conquistado pelo terceiro ano consecutivo". Os números de produção do primeiro semestre de 2017, apresentados durante a OTC, demonstram nosso bom desempenho: uma produção diária de 2,17 milhões de barris, acima da meta de 2,07 milhões proposta no Plano de Negócios 2017-2021. Outras métricas, como a Taxa de Acidentados Registráveis (TAR) e alavancagem (relação dívida líquida/EBITDA) também têm apresentado um bom resultado, ambas com reduções significativa e dentro dos parâmetros traçados para o ano.

O trabalho firme para reduzir custos no cenário de preços baixos do petróleo foi lembrado por Parente ao dizer que reconheceu ser muito difícil fazer previsões. "O Brasil reconheceu a necessidade de explorar o potencial de áreas offshore e está aproveitando a oportunidade de aprimorar o ambiente de negócios", disse.

O executivo reforçou que hoje estamos focados em projetos mais rentáveis e que o pré-sal já representa mais da metade da nossa produção como operadores, com baixo custo de extração, inferior a US$ 7 por barril. O preço mínimo do petróleo para viabilização dos projetos do pré-sal (breakeven ou preço de equilíbrio), que era de US$ 43 no portifólio de três anos atrás, caiu para US$ 30 no Plano de Negócios em vigor, uma redução de 30%.

Segundo Parente, as parcerias e desinvestimentos estão seguindo a mesma estratégia de otimização de portifólio. "Alcançamos US$ 13,6 bilhões no biênio 2015-2016 e estamos comprometidos em atingir a meta para 2017-2018, de US$ 21 bilhões", disse.

Os números apresentados durante a conferência mostram que estamos melhorando nossa atuação. "Estamos nos recuperando mas ainda há muito a fazer", afirmou o presidente.



Fonte: Redação/Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar