acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
América do Sul

PDVSA venderá refinarias nos EUA com contrato de abastecimento

23/05/2006 | 00h00

As três refinarias norte-americanas que a petroleira estatal venezuelana - PDVSA - pretende vender provavelmente incluam contratos de abastecimento de petróleo, disse a BNamericas o diretor executivo de comércio e abastecimento da PDVSA, Asdrúbal Chávez.

A maior das três refinarias, Lyondell-Citgo, em Houston, Texas, foi remodelada em 1997 para processar cerca de 270 mil barris por dia de petróleo amargo (com alto grau de enxofre) da Venezuela. As outras duas, Savanna, em Georgia, e Paulsboro, em Nova Jersey, também sofreram modificações para processar cerca de 100 mil barris por dia, combinados com o óleo pesado Bóscan, especial para a produção de asfalto.

O funcionário destacou que incluir os contratos de abastecimento será beneficioso tanto para o comprador como para o vendedor. "Esperamos que quem seja que compre essas refinarias, compre o óleo Boscán. O que compre essas refinarias sem ter o contrato, bom, está louco. De onde vai tirar óleo para essas refinarias?, questionou.

Chávez afirma que, em qualquer caso, não prevê uma baixa na quantidade de óleo venezuelano que se processa nos Estados Unidos. "Esperamos colocar a mesma quantidade de óleo nas mesmas refinarias".

A Citgo, o braço de refino e comercialização norte-americano da PDVSA, tem uma participação de 41% na Lyondell-Citgo, mas as duas instalações são de completa propriedade da empresa venezuelana. Os três complexos representam um terço da capacidade de processamento da Citgo, que é de cerca de 1 milhão de barris por dia, equivalente a 10% da capacidade da PDVSA em nível mundial (3,3 milhões de barris por dia).



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar