acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Refino

PDVSA quer construir refinaria no Nordeste

22/06/2004 | 00h00

Os diretores da estatal Petróleos da Venezuela (PDVSA), que  defende a integração energética da América do Sul, participarão de uma reunião com diretores da Petrobras, nesta quarta-feira (23/06), para negociar a criação de uma refinaria no Nordeste. Segundo o diretor principal da PDVSA, Nelson Martínez, as negociações ainda são muito incipientes, mas o investimento da companhia venezuelana seria de US$ 2,5 bilhões e a refinaria teria capacidade de refinar 250 mil barris de petróleo por dia. Segundo o diretor principal da companhia, Nelson Martínez, a maior parte do petróleo refinado seria venezuelano, mas o Brasil também contribuiria.
A PDVSA possui estrutura de refino em vários países, é responsável pelo refino de cerca de 50% do petróleo utilizado na Alemanha e, na América Latina, está presente na Argentina, no Brasil e no Chile além de atuar em outros países centro-americanos. Martínez defende a criação da Petro América, mas explica que as empresas de cada país não têm que perder sua identidade. "Hoje estamos trabalhando para criar a Petro Andina, Petro Sur e Petro Caribe.  Tudo faz parte de uma mesma lógica de convergência, talvez seja mais fácil conseguir a integração em partes do que partir direto para a criação de uma empresa sul-americana", observa.
A PDVSA é a principal patrocinadora da conferência Latin Oil and Gás 2004, organizada pela Global Pacific & Partners em parceria com a TN Petróleo, realizada Hotel Sheraton, no Rio de Janeiro, entre os dias 21 e 22 de junho. A participação da empresa demonstra o interesse em negociar com o Brasil e com os países da América Latina um plano de integração energética, conforme já foi dito pela companhia e pelo governo venezuelano.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar