acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
América do Sul

PDVSA Gas poderá comprar 35% de campo Tiznados da Pluspetrol

27/06/2006 | 00h00

A Venezuela deveria exercer sua opção de comprar 35% do campo de gás natural Tiznados da empresa argentina Pluspetrol, disse à BNamericas o vice-ministro de Hidrocarbonetos, Bernardo Mommer, na sexta-feira, durante uma visita ao campo.

"Esta licença foi outorgada em 2001. Estamos aqui em uma zona próxima ao eixo Orinoco-Apure, região do centro da Venezuela onde o governo do presidente Hugo Chávez prometeu fomentar o desenvolvimento econômico e há uma demanda bastante assegurada.

Temos uma opção de comprar até 35% e deveríamos exercê-la", defende Mommer, depois de que funcionários da Pluspetrol fizeram uma apresentação do projeto.

O porta-voz do governo não quis informar o custo que teria para a Venezuela adquirir 35% por meio da filial PDVSA Gas da petroleira estatal PDVSA. A Pluspetrol investiu US$ 50 milhões no campo desde que recebeu a licença.

Uma avaliação conservadora mostra que Tiznados tem reservas de 1 bilhão de pés cúbicos, destacou Eulogio del Pino, presidente da CVP - a filial da PDVSA que trata com as empresas estrangeiras-, durante a visita ao campo. Estas reservas deverão abastecer 200 milhões de pés cúbicos diários durante 15 anos.
 
Pluspetrol está perfurando dois poços exploratórios, um em Tiznados e outro no bloco próximo de Barbacoas, estado de Cojedes.

A atividade é posterior à coleta de dados sísmicos bidimensionais e tridimensionais na totalidade do primeiro campo, cuja extensão chega a 540km². A companhia argentina também tem outros dois blocos em Guárico, chamados Tinaco e San Carlos, mas estes se encontram em etapas de exploração ainda mais incipientes, de acordo com funcionários da Pluspetrol.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar