acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Participação feminina na Petrobras cresce 119%

26/04/2013 | 09h58
Participação feminina na Petrobras cresce 119%
Agência Petrobras Agência Petrobras

 

A Petrobras recebeu o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, na quinta-feira (25) em Brasília. O Selo é concedido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Governo Federal, com a chancela da ONU Mulheres e Organização Internacional do Trabalho (OIT). Desde 2003, a mão-de-obra feminina na companhia cresceu 119% e hoje representa 15,6% do efetivo total da Petrobras. Em nível gerencial, as mulheres já ocupam mais de mil cargos de liderança.
A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), tem como objetivo eliminar discriminações de gênero e raça na contratação e ascensão de profissionais nas organizações públicas e privadas e inclui, a partir desta edição, a dimensão racial nas relações de trabalho.
A assessora da Petrobras, Lázara Moreira dos Santos, foi quem recebeu o Selo em nome da presidente da companhia, Graça Foster. O gerente executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi, também presente, reforçou o compromisso de estimular, respeitar e renovar ações em prol da diversidade humana.
“O programa é um instrumento importante para desenvolvermos e aperfeiçoarmos os projetos dentro da companhia. Através dele podemos criar metas, planos de ações e diretrizes no sentido de utilizar políticas de valorização da mulher. Ganhar o Selo pela quarta vez é um grande motivador, uma conquista”, ressaltou Armando Tripodi.
A cerimônia contou com as presenças da ministra Eleonora Menicucci (SPM), da ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), da ministra Luiza Bairros (Seppir), e de membros dos comitês das 57 empresas que conquistaram o selo.
Evolução do crescimento das mulheres na companhia
A distribuição de mulheres e homens empregados na Petrobras também confirma a crescente participação feminina na empresa. Do total de mulheres empregadas, 64% têm entre um e nove anos na empresa. O perfil de crescimento da participação feminina foi percebido em todas as carreiras na companhia, incluindo aquelas que a formação tem sido historicamente de predomínio masculino com as carreiras relacionadas às engenharias. Em 2003, por exemplo, para 28% de engenheiras de meio ambiente, a Petrobras tinha 72% de engenheiros.
Hoje, a composição é de 37% de engenheiras e 63% de engenheiros. A elevação da participação feminina também pode ser notada entre as engenheiras de produção, de 14% em 2003 para 29% em 2012. Na área de geologia, a participação das mulheres passou de 14% para 23% no mesmo período. Em 2013, já são 9.678 mulheres em quase todos os setores da companhia.
Resultados na Petrobras
Além do aumento da participação de mulheres no quadro de funcionários da Petrobras, o Selo reconhece o resultado de várias ações implementadas ao longo das participações da Companhia no programa, lançado em 2006. Destacam-se a implantação de salas de apoio à amamentação, adaptação de uniformes da Petrobras à ergometria feminina, a instituição da licença maternidade de 120 dias, o reconhecimento de casais parceiros de mesmo sexo na Assistência Multidisciplinar de Saúde da Petrobras, e a realização de Fórum e de Censo de Diversidade, além de cursos de formação continuada na universidade corporativa com conteúdos de gênero e diversidade.

A Petrobras recebeu o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, na quinta-feira (25) em Brasília. O Selo é concedido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Governo Federal, com a chancela da ONU Mulheres e Organização Internacional do Trabalho (OIT). Desde 2003, a mão-de-obra feminina na companhia cresceu 119% e hoje representa 15,6% do efetivo total da Petrobras. Em nível gerencial, as mulheres já ocupam mais de mil cargos de liderança.


A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), tem como objetivo eliminar discriminações de gênero e raça na contratação e ascensão de profissionais nas organizações públicas e privadas e inclui, a partir desta edição, a dimensão racial nas relações de trabalho.


A assessora da Petrobras, Lázara Moreira dos Santos, foi quem recebeu o Selo em nome da presidente da companhia, Graça Foster. O gerente executivo de Responsabilidade Social da Petrobras, Armando Tripodi, também presente, reforçou o compromisso de estimular, respeitar e renovar ações em prol da diversidade humana.


“O programa é um instrumento importante para desenvolvermos e aperfeiçoarmos os projetos dentro da companhia. Através dele podemos criar metas, planos de ações e diretrizes no sentido de utilizar políticas de valorização da mulher. Ganhar o Selo pela quarta vez é um grande motivador, uma conquista”, ressaltou Armando Tripodi.


A cerimônia contou com as presenças da ministra Eleonora Menicucci (SPM), da ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), da ministra Luiza Bairros (Seppir), e de membros dos comitês das 57 empresas que conquistaram o selo.



Evolução do crescimento das mulheres na companhia


A distribuição de mulheres e homens empregados na Petrobras também confirma a crescente participação feminina na empresa. Do total de mulheres empregadas, 64% têm entre um e nove anos na empresa. O perfil de crescimento da participação feminina foi percebido em todas as carreiras na companhia, incluindo aquelas que a formação tem sido historicamente de predomínio masculino com as carreiras relacionadas às engenharias. Em 2003, por exemplo, para 28% de engenheiras de meio ambiente, a Petrobras tinha 72% de engenheiros.


Hoje, a composição é de 37% de engenheiras e 63% de engenheiros. A elevação da participação feminina também pode ser notada entre as engenheiras de produção, de 14% em 2003 para 29% em 2012. Na área de geologia, a participação das mulheres passou de 14% para 23% no mesmo período. Em 2013, já são 9.678 mulheres em quase todos os setores da companhia.



Resultados na Petrobras


Além do aumento da participação de mulheres no quadro de funcionários da Petrobras, o Selo reconhece o resultado de várias ações implementadas ao longo das participações da Companhia no programa, lançado em 2006. Destacam-se a implantação de salas de apoio à amamentação, adaptação de uniformes da Petrobras à ergometria feminina, a instituição da licença maternidade de 120 dias, o reconhecimento de casais parceiros de mesmo sexo na Assistência Multidisciplinar de Saúde da Petrobras, e a realização de Fórum e de Censo de Diversidade, além de cursos de formação continuada na universidade corporativa com conteúdos de gênero e diversidade.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar