acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Para Lula, transformação do álcool combustível em commodity é caminho irreversível

13/03/2007 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita que a transformação do álcool combustível em commodity (produto cujo preço é determinado em bolsa de mercadorias) é um caminho “irreversível”.

Para Lula, quanto mais países começarem a usar o álcool como forma de reduzir a emissão de gases que  contribuem para o aquecimento do planeta, maiores serão as chances de o preço do combustível ser estipulado no mercado internacional. “Com relação ao álcool se transformar em commodity, eu acho que é uma questão irreversível. Nós temos de ter mais responsabilidade, porque nós temos que, não só oferecer o álcool, mas garantir o suprimento do mercado brasileiro e do mercado internacional”, afirmou hoje (12) no programa de rádio Café com o Presidente.

Ele garantiu que, se o Brasil tiver de produzir mais etanol para atender à demanda de outras nações, não serão sacrificadas florestas ou áreas destinadas à produção de alimentos.

“Nós não queremos plantar cana-de-açúcar para produzir álcool e nem plantar oleaginosas para produzir biodiesel na Amazônia, por exemplo, ou no Pantanal. Nós queremos utilizar as áreas já degradadas para que a gente possa plantar. A segunda coisa, também não compete com o alimento, porque o problema do alimento hoje no mundo não é a falta de terra. O problema é que tem uma parte da população muito pobre que não pode consumir”, explicou Lula.



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar