acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

Para Fiesp, não existe justificativa para mais uma elevação da taxa de juros

03/04/2014 | 09h03

Em nota divulgada ontem (2), a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) criticou o novo aumento da taxa básica de juros, a Selic. Na quarta-feira, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) elevou a taxa em 0,25 ponto percentual, fixando a Selic em 11%.

Em nota, a entidade afirmou que "a economia segue em marcha lenta, e nova alta de juros só servirá para retardar ainda mais a retomada". Para o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, as expectativas de inflação não caem.

“O Brasil só trabalha no curto prazo, não há gestão, estratégia. O país precisa deixar de lado o improviso. Precisamos de um plano focado no crescimento econômico, controle dos gastos de custeio, investimento em infraestrutura, educação de qualidade e reforma tributária. O Brasil precisa de um plano de longo prazo e menos juros”, conclui Skaf.



Fonte: Redação/ Fiesp
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar