acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Acordos Internacionais

País deve exportar 20 mi de barris ao ano até 2019, diz ministro

07/07/2010 | 08h17

Segundo Zimmermann, de Minas e Energia, Brasil já recebeu entre US$ 6 bi e US$ 7 bi de um acordo fechado com a China em 2009 por empréstimos em troca de petróleo. 


 
O vazamento de petróleo em uma operação da BP no Golfo do México deve ser considerado um acidente e o governo do Brasil vai esperar os resultados das investigações para ver se regulações mais rigorosas serão necessárias para o setor de exploração em alto mar brasileiro. As afirmações foram feitas pelo ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, depois de um evento na World Expo, em Xangai, China. Sem detalhar o assunto, Zimmermann afirmou que o Brasil será capaz de exportar 20 milhões de barris de petróleo por ano até 2019. O ministro acrescentou que o Brasil já recebeu entre US$ 6 bilhões e US$ 7 bilhões de um acordo fechado com a China no ano passado por empréstimos em troca de petróleo, que tem valor total de US$ 10 bilhões.

 

Em maio de 2009, a Petrobras recebeu uma linha de crédito de US$ 10 bilhões do China Development Bank, em troca de um acordo para fornecimento de petróleo por 10 anos à China Petroleum and Chemical Corp. (Sinopec). No primeiro ano do acordo, a Sinopec recebeu 150 mil barris de petróleo por dia e esse volume vai aumentar para 200 mil barris por dia durante os próximos nove anos. A Petrobras planeja investir US$ 118,8 bilhões em exploração e produção entre 2010 e 2014, sendo US$ 30,9 bilhões destinados ao desenvolvimento da exploração de petróleo em alto mar. A companhia precisa de capital para desenvolver grandes reservas de petróleo na costa de São Paulo e do Rio de Janeiro.


 
 
FONTE: Agência Estado, com informações da Dow Jones



Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar