acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Offshore

P-43 deixa estaleiro rumo à Bacia de Campos

14/10/2004 | 00h00

A plataforma P-43 deixou o cais do estaleiro Mauá-Jurong, em Niterói, rumo ao campo de Barracuda na Bacia de Campos nesta quarta-feira (13/10). A plataforma estava atrasada em quatro dias em relação à data marcada inicialmente, 9 de outubro. Sobre o atraso de 18 meses na entrega, Petrobras e KBR firmaram um novo acordo que depende da concordância dos financiadores do projeto. Caso este acordo não seja aprovado, a Petrobras recorrerá à arbitragem. O novo acordo ainda é preliminar, mas se aprovado, cancela e substitui o anterior, de abril de 2004.
A produção do primeiro óleo através da P-43 está prevista para novembro deste ano e o pico de produção deverá ser atingido em meados 2005. Antes de começar a produzir, no entanto, serão realizados testes em mar e inspeção final. Posteriormente a plataforma será levada ao seu local de instalação, a 182 km da costa do estado do Rio, em profundidade de 800 metros.
As plataformas gêmeas P-43 e P-48 integrarão o complexo Barracuda-Caratinga, cada uma com capacidade de produção de 150 mil barris diários. A P-48 continua em fase final de construção no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis e será enviada ao campo de Caratinga no início de dezembro, com início de produção marcado para janeiro de 2005.
Com a entrada em operação destas duas unidades a produção atual de óleo do país aumentará  em, aproximadamente, 15%. Em nota, a Petrobras informa que este projeto é "um importante passo no cumprimento das metas estabelecidas no Plano Estratégico da Petrobras, segundo o qual a produção crescerá em média 5,9% ao ano até 2010, atingindo a auto-suficiência em 2005".



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar