acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

FPSO OSX-3 é batizado em Cingapura

04/06/2013 | 11h15
FPSO OSX-3 é batizado em Cingapura
FPSO OSX-3 FPSO OSX-3

 

A OSX realizou na sexta-feira (31), em Cingapura, a cerimônia de batismo do FPSO OSX-3, segunda unidade de produção de petróleo a compor a frota da companhia. O FPSO foi convertido no estaleiro Jurong, com contrato de Engenharia, Suprimento, Construção e Instalação (EPCI) firmado com a Modec.
Com 370 metros de comprimento, 57 metros de largura e 31 metros de profundidade, o FPSO OSX-3 é composto por 16 módulos e tem capacidade para processar 100.000 barris de óleo e armazenar até 1,3 milhão de barris.
“A cerimônia de batismo do FPSO OSX-3 marca uma nova entrega da OSX, representando uma importante conquista para a companhia. Esta é a segunda unidade de produção a compor a frota da OSX e irá reforçar nossas atividades de fretamento e serviços de operação e manutenção”, afirmou o diretor presidente da OSX, Carlos Bellot.
O navio será fretado para a OGX, companhia de Exploração e Produção de óleo e gás do Grupo EBX, e tripulado pela equipe da OSX Serviços. O destino do FPSO OSX-3 será o campo de Tubarão Martelo, localizado em águas rasas da Bacia de Campos.
O início da produção de petróleo no campo de Tubarão Martelo é previsto para o final deste ano. O campo está localizado nos blocos BM-C-39 e BM-C-40 e é operado pela OGX, com participação da empresa malaia Petronas.
Conheça detalhes sobre o FPSO OSX-3:
- Segunda unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência da frota da OSX.
- Chegada ao Brasil prevista para o terceiro trimestre de 2013. 
- Entrará em operação na Bacia de Campos, no Campo de Tubarão Martelo.
- Foram construídos 16 módulos totalmente novos de até 1.480 toneladas cada, num trabalho que consumiu aproximadamente 3 milhões de homens hora.
- Serão lançados 635 quilômetros de cabos elétricos.
- São monitorados pelo sistema de automação mais de 10.000 pontos do navio, e a capacidade de geração instalada, de 85 megawatts, é suficiente para suprir uma cidade média de 100.000 habitantes.
- Capacidade de produção de até 100.000 barris de óleo por dia, e pode estocar até 1.300.000 barris.

A OSX realizou na sexta-feira (31), em Cingapura, a cerimônia de batismo do FPSO OSX-3, segunda unidade de produção de petróleo a compor a frota da companhia. O FPSO foi convertido no estaleiro Jurong, com contrato de Engenharia, Suprimento, Construção e Instalação (EPCI) firmado com a Modec.


Com 370 metros de comprimento, 57 metros de largura e 31 metros de profundidade, o FPSO OSX-3 é composto por 16 módulos e tem capacidade para processar 100.000 barris de óleo e armazenar até 1,3 milhão de barris.


“A cerimônia de batismo do FPSO OSX-3 marca uma nova entrega da OSX, representando uma importante conquista para a companhia. Esta é a segunda unidade de produção a compor a frota da OSX e irá reforçar nossas atividades de fretamento e serviços de operação e manutenção”, afirmou o diretor presidente da OSX, Carlos Bellot.


O navio será fretado para a OGX, companhia de Exploração e Produção de óleo e gás do Grupo EBX, e tripulado pela equipe da OSX Serviços. O destino do FPSO OSX-3 será o campo de Tubarão Martelo, localizado em águas rasas da Bacia de Campos.


O início da produção de petróleo no campo de Tubarão Martelo é previsto para o final deste ano. O campo está localizado nos blocos BM-C-39 e BM-C-40 e é operado pela OGX, com participação da empresa malaia Petronas.


Conheça detalhes sobre o FPSO OSX-3:


- Segunda unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência da frota da OSX.

- Chegada ao Brasil prevista para o terceiro trimestre de 2013.

- Entrará em operação na Bacia de Campos, no Campo de Tubarão Martelo.

- Foram construídos 16 módulos totalmente novos de até 1.480 toneladas cada, num trabalho que consumiu aproximadamente 3 milhões de homens hora.

- Serão lançados 635 quilômetros de cabos elétricos.

- São monitorados pelo sistema de automação mais de 10.000 pontos do navio, e a capacidade de geração instalada, de 85 megawatts, é suficiente para suprir uma cidade média de 100.000 habitantes.

- Capacidade de produção de até 100.000 barris de óleo por dia, e pode estocar até 1.300.000 barris.



Fonte: Ascom OSX
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar