acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Opep decide manter meta de produção

23/12/2009 | 09h33
Os produtores de petróleo da Opep, satisfeitos com os preços agora em torno de US$ 74 dólares o barril, concordaram ontem em deixar inalteradas as metas de produção, afirmaram delegados do cartel.


As restrições de oferta dos 12 membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, responsável por cerca de 50% das exportações mundiais, ajudaram a elevar os preços depois de eles terem atingido US$ 40 o barril no início do ano.


Um dos representantes, o ministro do Petróleo da Argélia, Chakib Khelil, afirmou que o grupo concordou em deixar inalterado a meta de produção, após reunião de ministros do cartel em Angola. Segundo ele, a Opep vai voltar a se reunir em 17 de março, em Viena."Entre US$ 70 e US$ 80 dólares, todos estão felizes", disse o ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, pouco antes da reunião. "O preço atual é bom para os consumidores, produtores e investidores."


Alguns na Opep estão preocupados de que a falta de adesão de vários membros em relação às proporções de produção definidas no ano passado esteja elevando os estoques em países consumidores. "Nós esperamos mais", disse Naimi. Uma adesão maior à determinação de uma redução de 4,2 milhões de barris por dia, que esteve em vigor durante todo esse ano, reduziria os estoques para níveis mais aceitáveis aos produtores.


A adesão chegou a 80% em fevereiro, mas desde então caiu para 60%, adicionando cerca de ou 3% à oferta da Opep nos últimos nove meses.



Cotações. Os preços do óleo reagiram na sessão de ontem, ao passo que o dólar interrompia os ganhos frente ao euro. A sessão foi volátil, às vésperas do relatório semanal de estoques do produto nos EUA. A Administração de Informação de Energia divulgará seu relatório semanal de estoques domésticos, que deve apontar queda nos estoques de petróleo e derivados na semana passada.


Na Bolsa Mercantil de Nova York, o barril tipo WTI era cotado a US$ 74,40 nos contratos para fevereiro, com acréscimo de 0,92%. Os preços sobem 67% no ano."O que estamos vendo hoje é uma compra técnica. O volume é baixo por causa dos feriados, então é muito fácil mover o mercado", disse Tom Bentz, analista senior da Paribas Commodity Futures, em Nova York. Na ICE Futures Europe, em Londres, o preço do barril tipo Brent nos contratos para fevereiro avançou 0,6%, para US$ 73,46.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar