acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Política

ONU quer retomar discussão sobre biocombustíveis

10/08/2012 | 12h34

 

A Organização das Nações Unidas quer retomar a discussão internacional sobre políticas para biocombustíveis e avalia que os governos deveriam ser mais flexíveis para ajudar a evitar uma crise de alimentos, disse nesta sexta-feira (10) uma autoridade da FAO, o órgão da ONU para alimentação e agricultura.
"Estamos tentando realizar um debate internacional sobre este assunto", disse por telefone David Hallam, diretor de comércio e mercados da FAO.
"Nosso principal ponto não é de que não deveria haver políticas para biocombustíveis, mas que elas deveriam ser mais flexíveis", ele disse.
A preocupação global de que possa se repetir a crise de alimentos registrada em 2007/2008 aumentou depois que dados da FAO mostraram um aumento de 6% no preço dos alimentos em julho.
Uma grande seca nos EUA levou à elevação dos preços dos grãos, à medida que o governo norte-americano reduziu suas estimativas para a safra de grãos no país.

A Organização das Nações Unidas quer retomar a discussão internacional sobre políticas para biocombustíveis e avalia que os governos deveriam ser mais flexíveis para ajudar a evitar uma crise de alimentos, disse nesta sexta-feira (10) uma autoridade da FAO, o órgão da ONU para alimentação e agricultura.


"Estamos tentando realizar um debate internacional sobre este assunto", disse por telefone David Hallam, diretor de comércio e mercados da FAO.


"Nosso principal ponto não é de que não deveria haver políticas para biocombustíveis, mas que elas deveriam ser mais flexíveis", ele disse.


A preocupação global de que possa se repetir a crise de alimentos registrada em 2007/2008 aumentou depois que dados da FAO mostraram um aumento de 6% no preço dos alimentos em julho.


Uma grande seca nos EUA levou à elevação dos preços dos grãos, à medida que o governo norte-americano reduziu suas estimativas para a safra de grãos no país.

 



Fonte: Agência Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar