acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

OGX assina contrato com GE Oil & Gas Brasil para fornecimento de equipamentos

21/09/2011 | 09h51

A OGX Petróleo e Gás Ltda. assinou contrato de longo prazo com a GE Oil & Gas Brasil para fornecimento de equipamentos de perfuração e produção para três plataformas fixas de produção off-shore, a serem implantadas nos campos de óleo e gás de Waimea e Waikiki, na Bacia de Campos, na costa do Brasil, onde a OGX planeja perfurar um número significativo de poços de produção nos próximos quatro anos.

Com valor total estimado de US$230 milhões durante os próximos 4 anos, dos quais US$32 milhões em ordens formais já foram assinadas, este é maior contrato já assinado entre a GE Oil & Gas e a OGX, sendo o primeiro envolvendo fornecimento de equipamentos específicos para o desenvolvimento de projetos na fase de produção.

Como parte fundamental do acordo, a GE fornecerá estruturas submarinas para gabarito de perfuração de poços (“templates” submarinos) e sistemas de reconexão com plataformas fixas, o que permitirá que a OGX tenha total flexibilidade entre os poços pré-perfurados com sondas semissubmersíveis, e poços perfurados diretamente das plataformas fixas. Este recurso ajudará a OGX a aumentar a produção inicial dos campos de Waimea e Waikiki, maximizando o uso dos poços pré-perfurados. Essa solução tecnológica da GE foi testada e instalada com sucesso em campo, em projetos semelhantes na África Ocidental.

"Nosso objetivo era encontrar uma solução de tecnologia viável que nos desse o máximo de flexibilidade no desenvolvimento dos campos de Waimea e Waikiki, e a GE foi capaz de superar este desafio", disse Reinaldo Belotti, Diretor de Produção da OGX.  "Estamos confiantes de que o apoio contínuo da GE e entregas de acordo com o nosso cronograma operacional serão um fator importante no sucesso em longo prazo deste projeto", reforçou Belotti.

Os campos de Waimea e Waikiki estão localizados a 60 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, em profundidades que variam entre 120 e 140 metros.

A GE Oil & Gas está comprometida com a obtenção de  80% de conteúdo local no cumprimento do contrato, sendo que a maior parte dos equipamentos submarinos será fabricadas nas instalações da GE em Jandira-SP e Macaé-RJ, no Brasil. Os equipamentos de superfície serão parcialmente fornecidos pela unidade da GE em Houston, no Texas. Os embarques começarão no primeiro trimestre de 2012 e continuarão até o final de 2015.

"Esta é uma vitória estratégica para a GE Oil & Gas no Brasil, resultante de 13 meses de excelente trabalho de equipe entre diversas unidades de negócio da GE Oil & Gas e a OGX", disse Calixto Deberaldini, gerente de Vendas da GE O & G no Brasil. "O acordo reforça nosso forte relacionamento existente com a OGX, que é um dos nossos mais importantes clientes globais", enfatizou Fernando Martins, a vice-presidente para América Latina da GE Oil & Gas.

Este último acordo com a OGX reforça o papel da GE como um fornecedor líder de sistemas submarinos de perfuração para as operadoras off-shore no Brasil. Desde 2007, o negócio de perfuração e produção da GE forneceu mais de 300 sistemas de cabeça de poço submarino para 15 operadores diferentes para projetos off-shore no Brasil.

A GE também anunciou planos para investir US $ 500 milhões na expansão de suas operações no país, incluindo o estabelecimento de um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento multidisciplinar no Rio de Janeiro. Entre as áreas de foco para o novo centro estarão tecnologias avançadas para o setor de petróleo e gás. Além disso, a recente aquisição da GE da Wellstream, um produtor líder de equipamentos de tubo flexível, amplia significativamente as capacidades da GE para atender o mercado off- shore brasileiro.

A OGX é responsável pela maior campanha exploratória do setor privado no Brasil. Desde a sua criação, em junho de 2007, a OGX estabeleceu uma posição de liderança na exploração brasileira de petróleo e gás natural e no setor produtivo, através da aquisição de um portfólio diversificado composto por 35 blocos exploratórios - 22 off-shore e 13 em terra.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar