acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Leilão Madeira

Odebrecht tem interesse em participar da disputa

07/10/2008 | 04h43

Para o consórcio Madeira Energia - formado por Odebrecht, Andrade Gutierrez, Cemig e Furnas - um atraso no leilão de transmissão do Madeira pode significar prejuízo uma vez que o cronograma das obras de Santo Antônio foi oficialmente antecipado. A preocupação para que as linhas estejam prontas a tempo é tamanha que pela primeira vez a Odebrecht vai participar de um leilão de transmissão. Acostumada a construir hidrelétricas, a empresa vai sozinha para a disputa e está confiante de que terá linhas de crédito disponíveis por parte de bancos brasileiros.

 

Durante toda a tarde de ontem, o conselho da Eletrobrás esteve reunido para definir os consórcios que vão entrar na disputa. Mas a empresa não retornou até o fechamento dessa edição. Quando o ex-presidente de Furnas Luiz Paulo Conde deixou a empresa há duas semanas, ele informou que dois consórcios já estavam formados. Em um deles estariam a Eletronorte, Eletrosul e Camargo Corrêa.

 

A construtora paulista também tem interesse, pois junto com a Suez faz parte do consórcio que vai construir Jirau. Mas segundo apurou o Valor, esse consórcio seria formado com Andrade Gutierrez e não com Camargo.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar