acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Sistema de Conformidade

Odebrecht Óleo e Gás atrela metas de conformidade a bônus de executivos

29/09/2017 | 17h26

Todos os executivos precisam participar e garantir que suas equipes passem por treinamentos anticorrupção e de boas práticas. Empresas terceirizadas são submetidas à avaliação de due diligence.

A Odebrecht Óleo e Gás (OOG) atrelou as regras de distribuição de bônus para seus executivos a metas de conformidade e ao programa de integridade da empresa, com objetivo de reforçar o comprometimento da alta direção com o tema. Uma dessas metas, a partir desse ano, é assegurar que todos os integrantes participem dos treinamentos anticorrupção e de boas práticas. Neste sentido, a OOG já conseguiu treinar seus 3,2 mil colaboradores no novo Sistema de Conformidade da empresa, incluindo aqueles que ficam nas plataformas e sondas em alto mar.

Os integrantes receberam orientações sobre as novas regras da Lei Anticorrupção e normas de relacionamento com agentes públicos, que vão desde a oferta e recebimento de brindes e refeições, que neste caso é completamente vedado na relação com agentes públicos, até orientações para participação em reuniões e audiência públicas. “O conteúdo dos treinamentos é adequado a cada grupo de funcionários e aos riscos inerentes às atividades desempenhadas por cada um deles, garantindo que todas as mensagens sejam absorvidas pelos participantes”, afirma Nir Lander, Chief Compliance Officer (CCO) da OOG.

Além dos colaboradores, cerca de 1,3 mil fornecedores estão sendo submetidos a uma avaliação de riscos para garantir que estejam de acordo com as regras de conformidade da OOG e para minimizar riscos de corrupção e lavagem de dinheiro. O motivo deste rígido processo de due dilligence é que, de acordo com a lei anticorrupção, em vigor desde 2014, a empresa contratante de um serviço pode ser responsabilizada por atos impróprios praticados por uma companhia terceirizada. Se necessário, a OOG também realizará uma auditoria in loco nas instituições parceiras. A intenção é que todos os envolvidos nos negócios da Odebrecht Óleo e Gás estejam alinhados e seguindo as melhores práticas de governança existentes no mercado.

Novo Sistema de Conformidade

Desde o ano passado, a Odebrecht Óleo e Gás investe intensamente no Sistema de Conformidade, que visa combater e prevenir atos de corrupção, má conduta e desvios éticos. O processo de renovação da empresa se iniciou com a contratação do novo CCO, o israelense Nir Lander, que é subordinado ao Comitê de Conformidade, ligado ao Conselho de Administração da companhia, garantindo independência e autonomia para implantar as medidas necessárias.

“Estamos implantando um Sistema de Conformidade bastante efetivo e robusto, com independência e autonomia, equipe multidisciplinar dedicada, orçamento adequado ao nosso plano e, o mais importante, apoio e patrocínio da alta direção, que garante que o assunto esteja sempre no topo da lista de prioridades da empresa”, afirma Nir Lander.

O atual Sistema de Conformidade da OOG conta também com um novo Canal Linha de Ética, um espaço exclusivo e confidencial para recebimento de denúncias – externas e internas – de atos que não condizem com normas internas e as leis vigentes. A ferramenta está disponível via internet e por telefone 0800, 24 horas por dia, e em dois idiomas – português e inglês. O canal é operado por uma empresa terceirizada, independente e especializada, que garante o sigilo absoluto e a não retaliação ao denunciante.

Depois de recebida, a denúncia é encaminhada à área de conformidade que apurará a veracidade do relato com independência assegurando que as medidas necessárias serão tomadas. Parte das ações da área de conformidade da empresa está disponível para consulta do público externo no site institucional da empresa (www.odebrechtoilgas.com/conformidade).

Sobre a Odebrecht Óleo e Gás

A Organização Odebrecht atua como prestadora de serviços para a indústria de petróleo brasileira desde 1953. Em 1979, começou a atuar em perfuração offshore, sendo a primeira empresa privada nacional a prestar este tipo de serviço no Brasil. Na década de 90, expandiu sua atuação para o exterior, incluindo o Mar do Norte, com foco na prestação de serviços e operação de FPSO. Em 2006, concentrou seus investimentos em petróleo e gás em uma nova empresa, a Odebrecht Óleo e Gás. De origem brasileira e com atuação no Brasil e no exterior, a Odebrecht Óleo e Gás é capaz de prover soluções integradas para a indústria de óleo e gás upstream tanto na fase de investimentos quanto nas operações, nos segmentos de Perfuração Offshore, Construção Submarina, Produção Offshore e Manutenção e Serviços Offshore. Tem na segurança de seus integrantes e de suas operações seu principal valor, além do uso de inovações tecnológicas, do compromisso com a preservação do meio ambiente e com sua excelência operacional. Mais informações no site: www.odebrechtoilgas.com.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar