acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Evento

Ocyan marca presença no primeiro FPSO Brazil Congress

28/05/2018 | 16h51

A Ocyan participa do FPSO Brazil Congress 2018, que ocorrerá dias 29 e 30 de maio, na cidade do Rio de Janeiro, e cujo tema é “A produção de projetos FPSO dentro dos limites do marco regulatório brasileiro”. Essa é a primeira vez que o evento ocorre no Brasil. O objetivo da Ocyan é apresentar no evento os projetos da empresa, em especial o FPSO Pioneiro de Libra, desenvolvido pela joint venture 50/50 TK-Ocyan, formada pela Ocyan e pela Teekay Offshore Partners L.P. (Teekay Offshore), além de oferecer novas soluções tecnológicas para o setor.

“Trazer para o Brasil um Congresso como este, de impacto mundial, mostra com certeza a força de nosso país neste setor tão importante do negócio de óleo e gás. A Ocyan vai participar de forma efetiva com uma grande equipe. Estamos muito animados com o sucesso deste Congresso”, destaca o diretor Superintendente de Serviços Integrados da Ocyan, Jorge Mitidieri. O executivo é chairman do evento e um dos principais palestrantes, além de mediador do painel ‘Industry Experts’ Power Panel: Operating Effectively Within the Confines of the Local Content Requirement’.

No dia 29, a Ocyan estará no Congresso com Clarice Romariz, diretora, e Daniel Figueiredo, gerente de operação, ambos da joint-venture TK-Ocyan. Os executivos vão apresentar detalhes do bem-sucedido projeto do FPSO Pioneiro de Libra no painel ‘Successful Delivery of FPSO Pioneiro de Libra Using an EPC Lump Sum Model’. Essa embarcação é o primeiro a realizar Testes de Longa duração no campo de Mero, no gigantesco Bloco de Libra, em atividade há seis meses. “A construção e operação do FPSO Pioneiro de Libra são uma história de sucesso baseada acima de tudo em parcerias estratégicas. O FPSO Congress nos dará a oportunidade de compartilhar com o público do Brasil os pontos chaves e principais conquistas deste projeto”, afirma Clarice Romariz.

No dia 30, o diretor de subsea da Ocyan, Marcelo Nunes, vai apresentar uma novidade tecnológica para águas ultraprofundas: um novo modelo de riser híbrido, o “Composite Multi-Bore Hybrid Riser” (CMHR), desenvolvido pela Ocyan em parceria com a Magma Global, no painel Analysing the Impact of a Riser Tower System for an FPSO.

“O CMHR proporciona vários benefícios para os operadores. Atualmente há uma demanda constante pela redução em peso e carga na operação dos FPSOs. Com uma solução desacoplada, o CMHR aplica menos de 20% da carga de outras soluções, resultando em uma diferença de carga de até 9.000 toneladas-força por FPSO”, destaca o executivo. A Ocyan e a Magma anunciaram na OTC, em Houston, um acordo comercial de longo prazo e vão oferecer a solução CMHR conjuntamente para campos em águas ultra-profundas no Brasil.

Estande Ocyan no Congresso

A Ocyan estará presente no Congresso com um estande próprio no hall de exposições, onde apresentará seus projetos. O local também vai contar com a maquete do FPSO Pioneiro de Libra e um totem interativo.

“A intenção do estande é compartilhar com pessoas os desafios dos nossos projetos e as melhores soluções tecnológicas para cada um deles, em especial o FPSO Pioneiro de Libra”, finaliza o diretor-superintendente Jorge Mitidieri.

FPSO Pioneiro de Libra

Construído em Cingapura, o FPSO Pioneiro de Libra é afretado e operado pela joint venture TK-Ocyan pelos próximos doze anos a serviço do consórcio formado pelas empresas Petrobras (Operadora, com 40%), Total (20%), Shell (20%), CNPC (10%) e CNOOC Limited (10%), que tem como gestora a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

A unidade, fruto de um investimento de US$ 1 bilhão da TK-Ocyan, pode atuar em lâmina d’água de até 2.400 metros de profundidade, tem capacidade de produção de 50 mil barris de óleo por dia, e de compressão e reinjeção de quatro milhões de metros cúbicos de gás/ dia. Ao longo de mais de dois anos, aproximadamente quatro mil pessoas estiveram envolvidas no projeto, incluindo as atividades no estaleiro, em Cingapura, com mais de 19 milhões de homens/horas trabalhadas, sem registro de nenhum acidente de trabalho com afastamento.

 

 

 

FPSO Congress Brasil

 

O evento será realizado no país pela primeira vez, devido ao crescimento do setor de FPSOs no Brasil. Com 13 unidades já em construção e outros 19 FPSOs sendo planejados para os próximos 12 anos por empresas nacionais e internacionais, o Brasil continuará a ser maior mercado do mundo para operadoras de FPSOs e fornecedores.

 

O FPSO Brazil Congress vai tratar de discussões aprofundadas sobre algumas das principais questões que afetam a indústria brasileira de FPSO. Haverá ainda grupos de trabalho para explorar os temas de execução de projetos, desenvolvimento de talentos, soluções digitais, padronização de processos de FPSO e módulos.

 

 

 

O Congresso faz parte da bem-sucedida série global de conferências sobre FPSO, das quais o Congresso Mundial FPSO continua a ser a maior reunião de profissionais do setor em nível mundial.

 

 

 

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar