acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Setor naval

O foco da indústria é a encomenda de 22 navios pela Transpetro

03/09/2004 | 00h00

O alvo imediato do setor naval é a futura licitação da Transpetro, subsidiária de transportes da Petrobras, que prevê a construção de 22 embarcações, dentro de um pacote maior, que poderá chegar até 50 unidades.
Segundo o secretário Wagner Victer, um dos pleitos do setor naval é que a Transpetro seja, ela própria, a tomadora dos financiamentos à construção das embarcações, com contra-garantia dos estaleiros brasileiros, em proporção adequada. A liberação dos recursos do FMM pelo BNDES (gestor do fundo) seria feita de acordo com as etapas de cumprimento da obra, numa conta vinculada e num processo a ser fiscalizado por uma sociedade classificadora (terceira parte) implantada dentro do estaleiro.
- Em qualquer país do mundo, o armador é quem toma o financiamento - diz ele, que retornou semana passada da Noruega, importante país produtor de petróleo.
A proposta que está sendo costurada pelo secretário estadual de Energia prevê ainda a substituição de um total de 90 barcos de bandeira estrangeira de apoio a trabalhos offshore por embarcações de bandeira nacional.
- A perspectiva de encomendas é alavanca para retomada do setor naval - assinala Victer.
O Estado do Rio concentra 90% dos estaleiros do país.



Fonte: Jornal do Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar