acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
ANP

O Centro de Análises Tecnológicas da ANP (CPT-ANP) comemora 40 anos em Brasília

01/08/2017 | 12h43

Os diretores da ANP, Décio Oddone, Aurélio Amaral, Felipe Kury e Waldyr Barroso, e o diretor do Departamento de Combustíveis Derivados de Petróleo, Cláudio Ishihara, participam hoje (01/08) de evento comemorativo pelos 40 anos do Centro de Análises Tecnológicas da ANP (CPT-ANP), em Brasília. O CPT foi criado em 1977, como parte da estrutura do extinto Conselho Nacional do Petróleo (CNP), e incorporado à estrutura da ANP em 1998.

Ao longo dos seus 40 anos de existência, o CPT teve atuação destacada em diversas ações que ajudaram a consolidar as indústrias do petróleo e dos biocombustíveis no Brasil, entre as quais a consolidação do Proálcool e do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel; a implantação e manutenção dos programas de monitoramento da ANP; o apoio à fiscalização de combustíveis; as análises em correntes de petróleo para cálculo de royalties; estudos para o desenvolvimento de especificação de produtos; e os programas interlaboratoriais de combustíveis.

O Centro destaca-se como o laboratório de referência do Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis (PMQC) da ANP, criado em 1998, que acompanha os indicadores gerais da qualidade dos combustíveis comercializados em todo o País. Ao longo dos anos, o programa cresceu em abrangência territorial e quantidade de análises realizadas, já passando de 2,5 milhões de amostras analisadas. Outro Programa que merece destaque, criado em 2006, é o de Monitoramento de Lubrificantes (PML) que, analogamente ao PMQC, acompanha a qualidade dos lubrificantes comercializados e a regularidade de seus produtores através da verificação do registro do produto.

Localizado em uma área de mais de 3 mil m² em Brasília, o CPT conta hoje com um corpo técnico altamente qualificado, possuindo diversos mestres e doutores, o que tem contribuído para o desenvolvimento crescente de pesquisas voltadas ao avanço do trabalho da fiscalização, dos programas de monitoramento (PMQC e PML) e para o aperfeiçoamento das especificações de produtos.

O laboratório, que passou recentemente por uma ampla modernização, conta também com equipamentos da mais alta tecnologia dedicados à realização de estudos e ensaios físico-químicos para controle de qualidade de petróleo, derivados e biocombustíveis.

 



Fonte: Redação/Assessoria ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar