acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Com novo sistema Petrobras economiza mais de 2 mil KWh por mês

27/09/2012 | 16h15

 

Um novo sistema adotado pela Petrobras para reduzir o consumo de energia na área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações resultou em economia de R$ 15 milhões no período de um ano e redução de 2.667.466 KWh ao mês, o que representa 63% a menos de consumo de energia. A energia poupada é suficiente para suprir cerca de 17.500 residências.
A criação de novos critérios de eficiência para a compra de equipamentos, a troca por máquinas mais modernas e a instalação de sensores que otimizam a refrigeração foram as principais medidas adotadas. A economia de energia que resultou do novo sistema equivale à emissão de 1549 toneladas de CO2 por ano, ou à retenção de carbono de 9785 árvores.
O projeto foi desenvolvido pela área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações da companhia e implantado, em 2011, no novo Centro Integrado de Processamento de Dados da Petrobras (CIPD), na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro. O Centro, um dos mais eficientes do Brasil em fornecimento de energia, engloba as áreas operacionais e abriga computadores de processamento e armazenamento de dados.
A compra de novos servidores e equipamentos de armazenamento de dados feita por meio da criação de um conceito "verde" resultou em redução mensal de mais de 240 mil KWh/mês, com critérios como baixo consumo de energia, dissipação de calor e redução do espaço físico. Esse conceito inovador foi agregado aos processos de licitação, possibilitando a aquisição de equipamentos com melhor preço, isto é, uma combinação do menor preço com baixo consumo de energia.
A troca de servidores, máquinas responsáveis por hospedar softwares estratégicos, também ocasionou grande impacto nos resultados. A compra de equipamentos mais modernos permite a redução em R$ 26 milhões dos custos de operação destas máquinas ao longo do ciclo de vida de quatro anos. Outra medida adotada foi intensificar o uso da técnica de virtualização dos servidores, o que significa que vários deles compartilham uma mesma máquina. A técnica trouxe redução total de 678 mil KWh/mês, representando uma economia de 85% no consumo de energia elétrica deste tipo de equipamento.
Com o objetivo de otimizar os custos com refrigeração do ambiente, a opção foi implantar um sistema de controle de vazão de ar, baseado em sensores de pressão que variam a velocidade de refrigeração dos aparelhos. Ele é responsável por adequar a vazão de ar frio às necessidades dos equipamentos, evitando o desperdício de energia elétrica.
O projeto de redução do consumo de energia no Centro Integrado de Processamento de Dados foi apresentado na edição 2012 do evento promovido no Brasil pelo Gartner Data Center Summit, instituto de pesquisa de mercado com reconhecimento internacional voltado para a área de tecnologia da informação.

Um novo sistema adotado pela Petrobras para reduzir o consumo de energia na área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações resultou em economia de R$ 15 milhões no período de um ano e redução de 2.667.466 KWh ao mês, o que representa 63% a menos de consumo de energia. A energia poupada é suficiente para suprir cerca de 17.500 residências.


A criação de novos critérios de eficiência para a compra de equipamentos, a troca por máquinas mais modernas e a instalação de sensores que otimizam a refrigeração foram as principais medidas adotadas. A economia de energia que resultou do novo sistema equivale à emissão de 1549 toneladas de CO2 por ano, ou à retenção de carbono de 9785 árvores.


O projeto foi desenvolvido pela área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações da companhia e implantado, em 2011, no novo Centro Integrado de Processamento de Dados da Petrobras (CIPD), na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro. O Centro, um dos mais eficientes do Brasil em fornecimento de energia, engloba as áreas operacionais e abriga computadores de processamento e armazenamento de dados.


A compra de novos servidores e equipamentos de armazenamento de dados feita por meio da criação de um conceito "verde" resultou em redução mensal de mais de 240 mil KWh/mês, com critérios como baixo consumo de energia, dissipação de calor e redução do espaço físico. Esse conceito inovador foi agregado aos processos de licitação, possibilitando a aquisição de equipamentos com melhor preço, isto é, uma combinação do menor preço com baixo consumo de energia.


A troca de servidores, máquinas responsáveis por hospedar softwares estratégicos, também ocasionou grande impacto nos resultados. A compra de equipamentos mais modernos permite a redução em R$ 26 milhões dos custos de operação destas máquinas ao longo do ciclo de vida de quatro anos. Outra medida adotada foi intensificar o uso da técnica de virtualização dos servidores, o que significa que vários deles compartilham uma mesma máquina. A técnica trouxe redução total de 678 mil KWh/mês, representando uma economia de 85% no consumo de energia elétrica deste tipo de equipamento.


Com o objetivo de otimizar os custos com refrigeração do ambiente, a opção foi implantar um sistema de controle de vazão de ar, baseado em sensores de pressão que variam a velocidade de refrigeração dos aparelhos. Ele é responsável por adequar a vazão de ar frio às necessidades dos equipamentos, evitando o desperdício de energia elétrica.


O projeto de redução do consumo de energia no Centro Integrado de Processamento de Dados foi apresentado na edição 2012 do evento promovido no Brasil pelo Gartner Data Center Summit, instituto de pesquisa de mercado com reconhecimento internacional voltado para a área de tecnologia da informação.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar