acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Bacia de Campos

Novo poço confirma descoberta de petróleo em Peregrino Sul

24/10/2012 | 12h22
Novo poço confirma descoberta de petróleo em Peregrino Sul
Campo de Peregrino. Statoil Campo de Peregrino. Statoil

 

A Statoil, em parceria com a Sinochem, concluiu a perfuração do poço delimitador 3-STAT-8-RJS na área da descoberta de Peregrino Sul, na Bacia de Campos. Os resultados confirmam o potencial na área, descoberta pelo poço exploratório concluído em Abril de 2011.
De acordo com a empresa, o poço delimitador teve o objetivo de confirmar os volumes estimados anteriormente, além de otimizar o conceito de desenvolvimento para o Peregrino Fase II.
O poço delimitador encontrou cerca de 85 metros de arenitos em um reservatório de alta qualidade na formação Carapebus, confirmando as expectativas do modelo atual de subsuperfície. O net pay nesse reservatório foi superior a 70%.
“Isso confirma nossa visão positiva sobre a área de Peregrino e irá formar uma base importante para o desenvolvimento de Peregrino Fase II. Nós vamos continuar trabalhando para amadurecer o projeto e aprová-lo a fim de garantir o desenvolvimento dessa nova descoberta de petróleo” diz Kjetil Hove, presidente da Statoil no Brasil.
O campo de Peregrino está localizado a 85 km da costa brasileira na Bacia de Campos, a aproximadamente 100 metros de profundidade, nos blocos BM-C-7 e BM-C-47. A Statoil, operadora, possui 60% de participação. A Sinochem possui os 40% restantes.
A operação da Statoil no campo inclui duas plataformas fixas e uma unidade flutuante com unidades de produção, estocagem e descarregamento (FPSO). A produção de petróleo na área começou em Abril de 2011 e atualmente é um dos maiores produtores do Brasil.
Em fevereiro desse ano, a Statoil fez a descoberta de alto impacto no Bloco BM-C-33, Pão de Açucar, em conjunto com a operadora Repsol Sinopec e em parceria com a Petrobras, posicionando assim a Statoil como uma operadora com compromissos de longo prazo no Brasil e como um parceiro atrativo e crescente para o mercado brasileiro de petróleo e gás.

A Statoil, em parceria com a Sinochem, concluiu a perfuração do poço delimitador 3-STAT-8-RJS na área da descoberta de Peregrino Sul, na Bacia de Campos. Os resultados confirmam o potencial na área, descoberta pelo poço exploratório concluído em Abril de 2011.


De acordo com a empresa, o poço delimitador teve o objetivo de confirmar os volumes estimados anteriormente, além de otimizar o conceito de desenvolvimento para o Peregrino Fase II.


O poço delimitador encontrou cerca de 85 metros de arenitos em um reservatório de alta qualidade na formação Carapebus, confirmando as expectativas do modelo atual de subsuperfície. O net pay nesse reservatório foi superior a 70%.


“Isso confirma nossa visão positiva sobre a área de Peregrino e irá formar uma base importante para o desenvolvimento de Peregrino Fase II. Nós vamos continuar trabalhando para amadurecer o projeto e aprová-lo a fim de garantir o desenvolvimento dessa nova descoberta de petróleo” diz Kjetil Hove, presidente da Statoil no Brasil.


O campo de Peregrino está localizado a 85 km da costa brasileira na Bacia de Campos, a aproximadamente 100 metros de profundidade, nos blocos BM-C-7 e BM-C-47. A Statoil, operadora, possui 60% de participação. A Sinochem possui os 40% restantes.


A operação da Statoil no campo inclui duas plataformas fixas e uma unidade flutuante com unidades de produção, estocagem e descarregamento (FPSO). A produção de petróleo na área começou em Abril de 2011 e atualmente é um dos maiores produtores do Brasil.


Em fevereiro desse ano, a Statoil fez a descoberta de alto impacto no Bloco BM-C-33, Pão de Açucar, em conjunto com a operadora Repsol Sinopec e em parceria com a Petrobras, posicionando assim a Statoil como uma operadora com compromissos de longo prazo no Brasil e como um parceiro atrativo e crescente para o mercado brasileiro de petróleo e gás.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar