acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Novo parque fabril do Grupo Baram terá captação de energia solar

30/10/2012 | 10h17

 

O Grupo Baram acaba de fechar parceria com a Weg Energia Solar para o projeto de captação de energia do seu mais novo Parque Fabril - o Eco Parque Baram, em construção na região metropolitana de Porto Alegre. São 60 painéis fotovoltaicos, investimentos de R$ 90 mil reais e 14.4KW por hora, energia para alimentar o posto de abastecimento dos veículos elétricos que serão utilizados no parque.
De acordo com o diretor-presidente, Josely Rosa, “o mais importante neste caso, além da economia, é a certeza de estarmos contribuindo para uma cidade mais sustentável”, avalia.
Além desta iniciativa, o local terá reaproveitamento da água da chuva, com reservatórios; micro-geração de energia, com 1 torres de energia eólica, onde será produzida parte da energia consumida no parque; micro-usina de reciclagem, onde serão separados os materiais de papel, plásticos e lixo orgânico; coleta seletiva de sobras de matéria prima, tendo destino correto; utilização de toalhas industriais e não descartáveis; destinação adequada de sobras de tintas e produtos nocivos ao meio ambiente; posto de coleta de pilhas e baterias; e telhado na cor branca que produz alta refletividade, reduzindo a carga térmica da construção.
Com 18 mil m² de área construída, o novo parque fabril da Baram chega para atender a uma crescente demanda do grupo, que já possuiu uma fábrica na cidade. São R$ 15 milhões investidos e a expectativa de incrementar em 50% a capacidade de produção.

O Grupo Baram acaba de fechar parceria com a Weg Energia Solar para o projeto de captação de energia do seu mais novo Parque Fabril - o Eco Parque Baram, em construção na região metropolitana de Porto Alegre. São 60 painéis fotovoltaicos, investimentos de R$ 90 mil e 14.4KW por hora, energia para alimentar o posto de abastecimento dos veículos elétricos que serão utilizados no parque.


De acordo com o diretor-presidente, Josely Rosa, “o mais importante neste caso, além da economia, é a certeza de estarmos contribuindo para uma cidade mais sustentável”, avalia.


Além desta iniciativa, o local terá reaproveitamento da água da chuva, com reservatórios; micro-geração de energia, com 1 torres de energia eólica, onde será produzida parte da energia consumida no parque; micro-usina de reciclagem, onde serão separados os materiais de papel, plásticos e lixo orgânico; coleta seletiva de sobras de matéria prima, tendo destino correto; utilização de toalhas industriais e não descartáveis; destinação adequada de sobras de tintas e produtos nocivos ao meio ambiente; posto de coleta de pilhas e baterias; e telhado na cor branca que produz alta refletividade, reduzindo a carga térmica da construção.


Com 18 mil m² de área construída, o novo parque fabril da Baram chega para atender a uma crescente demanda do grupo, que já possuiu uma fábrica na cidade. São R$ 15 milhões investidos e a expectativa de incrementar em 50% a capacidade de produção.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar