acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio Oil&Gas

Novas refinarias deverão acompanhar aumento na produção de petróleo

13/09/2006 | 00h00
O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, informou ontem que os investimentos em refino deverão acompanhar o aumento na produção de petróleo. Revelou inclusive que a companhia já tem definido o investimento na construção de uma nova refinaria Premium, que deverá começar a operar em 2014, que ainda não tem localização escolhida, mas deverá responder à demanda de derivados e alta qualidade. Ele participou nesta terça-feira do painel "Desafios do Refino" na conferência Rio Oil & Gas 2006 no Riocentro.
Costa adiantou ainda que o crescimento previsto para os próximos anos na produção nacional de gás natural não deverá determinar novos investimentos em plantas petroquímicas, como a existente na Baixada Fluminense feita pela Rio Polímeros. O diretor superintendente da Suzano Petroquímica, Armando Guedes Coelho, esclareceu que o gás das bacias brasileiras está associado a petróleo pesado e voltado para o consumo industrial e automotivo, por ter alto índice de metanol. "O gás adequado para a indústria petroquímica deve ter alto índice de etanol, diferente do extraído no País", explicou, ao participar do mesmo painel.
O vice-presidente do Boston Consulting Group (EUA), Brad Van Tassel, alertou que o preço do barril de petróleo em torno de US$ 70 fez a demanda de carros nos Estados Unidos cair 4%, mas que os investimentos em novas alternativas energéticas tendem a ganhar mais força, a partir dos US$ 80 o barril. Já o gerente de Desenvolvimento de Negócios da Axens (França), Eric Benazzi, previu que a participação da produção de óleo diesel nas refinarias no mundo deverá crescer de uma média de 8% este ano para 18% em 2020, com uma evolução superior à da gasolina. Segundo ele, serão ampliados os cuidados com a segurança e o meio ambiente no processo industrial, para reduzir as emissões de gás carbônico.

Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar