acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Indústria plástica

Novas empresas nos arredores da Rio Polímeros

25/11/2004 | 00h00

Com a proximidade do início de operação da Rio Polímeros, o setor de plásticos do Rio de Janeiro começa a se recuperar. As primeiras empresas a se instalarem nos arredores do Pólo Gás-Químico representarão um investimento conjunto de R$ 42 milhões e a geração de aproximadamente 800 empregos diretos e 2,6 mil indiretos.
Nesta quarta-feia (24/11), o governo do estado promoveu uma solenidade para apresentar as seis primeiras empresas que se instalarão na região da Baixada Fluminense. São a Hermatek, Finoplastic,Recycling, Poly Embalagens, Vibraço e Raízes.
Segundo o secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, já existem outras empresas inscritas para se instalarem no Pólo. A expectativa do governo é de que, finalizado o processo, a geração de empregos na região será de aproximadamente 15 mil postos de trabalho. 
De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro, José da Rocha, as indústrias que estão se instalando ou realizando ampliações na Baixada Fluminense irão consumir matéria-prima do Pólo Gás-Químico, que tem potencial de produção previsto de mais de 500 mil toneladas anuais de polietileno já no início de 2005.
O pólo de Duque de Caxias será o primeiro do Brasil a produzir polietileno a partir do gás natural, substituindo a nafta como matéria-prima.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar