acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Indústria naval

Nova diretoria toma posse no encerramento do Congresso da Sobena

12/11/2004 | 00h00

O almirante Armando Senna Bittencourt, assumiu o cargo de presidente da Sociedade Brasileira de Engenharia Naval nesta sexta-feira (12/11), em cerimônia que marcou o encerramento do 20º Congresso Nacional de Transportes Marítimos, Construção Naval e Offshore, promovido pela entidade. Em seu discurso, o presidente defendeu o desenvolvimento de uma mentalidade marítima na sociedade brasileira para o melhor aproveitamento do mar e dos rios.
Bittencourt destacou que "o evento deste ano ocorre em um momento de esperança, com possibilidades de crescimento da demanda no setor e de emprego para engenheiros e técnicos". O almirante defendeu o desenvolvimento tecnológico para garantir a competitividade do setor e permitir que os resultados sejam alcançados.
O ex-presidente da Sobena, Agenor Cesar Junqueira Leite, comentou que o 20º Congresso foi um sucesso, com a apresentação de 104 trabalhos técnicos e 28 palestrantes. "O nosso objetivo de divulgar a tecnologia foi atendido e o interesse no congresso mostra o momento positivo da industria naval e offshore", disse. O engenheiro avalia que "indústria naval brasileira tem tecnologia, sabe como fazer, mas ainda precisa melhorar os processos de gestão."
Além de cerimônia de posse da nova diretoria, o evento foi marcado pela entrega do prêmio Sobena aos melhores trabalhos apresentados durante o congresso e da entrega de uma homenagem da entidade à equipe de engenharia naval da Universidade de São Paulo (USP) que foi a segunda colocada na competição internacional de engenharia realizada nos Estados Unidos, com equipes de universidades de todo o mundo.
O International Student Offshore Design Competition é promovido pela Society of Naval Architeture and Marine Engeneer (Sname). Há dois anos, a equipe da UFRJ foi vencedora da competição. O presidente da Sobena destacou que isso mostra que o Brasil tem capacidade tecnologia, desde a qualidade do ensino até a operação. "Este prêmio não é um acaso", destacou Bittecourt.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar