acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Niterói Naval Offshore acontece em novembro

20/04/2011 | 14h46
Na tarde de ontem (19) foi lançada a feira Niterói Naval Offshore Expo and Conference 2011, que será realizada entre os dias 7 e 10 de novembro, no Caminho Niemeyer, em Niterói. O evento será voltado para a realização de grandes negócios, exposição de bens e serviços, Rodada de Negócios promovida pelo SEBRAE e FIRJAN, Conferência e Ciclo de Palestras. 
 

Um dos grandes atrativos da feira ficará por conta da Rodada de Negócios, que irá apresentar micro e pequenas empresas para as grandes companhias do setor naval offshore. Segundo o Itaesa (Instituto de Tecnologia Aplicada a Energia e Sustentabilidade Socioambiental), organizador da NNO em conjunto com a prefeitura de Niterói, são esperadas cerca de 120 micro e pequenas empresas que devem movimentar aproximadamente R$1,5 milhão em negócios.
 

Para ajudar essas empresas, consultores especializados estarão na NNO para informar sobre as exigências a serem cumpridas para participar desse mercado de óleo e gás, como certificações, SMS, entre outras. Além disso, os consultores darão apoio no cadastramento das empresas junto a Transpetro.
 

O diretor de transporte marítimo da Transpetro, Agenor Junqueira, informou durante o lançamento do evento que está tudo pronto para o lançamento de mais um navio do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) da empresa. Segundo ele, o navio será lançado ainda no primeiro semestre deste ano. 
 

Niterói tem hoje a maior participação de empregos na área naval em todo o país. Dos cerca de 78 mil brasileiros que estão trabalhando com a construção de navios, 23 mil estão na cidade fluminense. E com o setor em expansão, a expectativa é de que aumente ainda mais o número de trabalhadores atuando na região.
 

Sérgio Leal, secretário executivo do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval Offshore (Sinaval), lembrou que o setor está em expansão, mas atento às iniciativas de qualificação profissional para atender demandas da área. 
 

“Há um mercado enorme pela frente e esta região, sem dúvida, será fortificada. O Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp) e ações dos próprios estaleiros auxiliarão no fornecimento de recursos humanos. Além disso, já trabalhamos firme com as universidades”, concluiu.
 

Estiveram presentes ao evento a cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, Chen Xiaoling; o diretor do departamento do Fundo da Marinha Mercante do Ministério dos Transportes, Amaury Ferreira Pires Neto; o vice-almirante e presidente da Fundação de Estudos do Mar, Lucio Franco de Sá Fernandes; o contra-almirante e diretor do Centro de Análises de Sistemas Navais da Marinha, Antonio Reginaldo Pontes Junior; o diretor do Estaleiros do Brasil (EBR), Alberto Padilla; o presidente da Wellstream do Brasil, Luis Antonio Araujo; entre outras autoridades municipais e estaduais.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar