acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Tecnologia

Nexans realiza primeiro Cable Fórum na América do Sul

07/10/2010 | 15h33
A multinacional francesa Nexans, fabricante de cabos e sistemas de cabeamento de energia, realiza hoje (7), em São Paulo, a 12ª edição de seu fórum sobre cabeamento. O evento, que tem como público-alvo profissionais da indústria, infraestrutura e construção, acontece pela primeira vez na América do Sul.

“Decidimos sediar o Cable Fórum no Brasil pois o país passa por um período de crescimento prolongado”, comentou Antoine Welfling, presidente da companhia no Brasil. “Uma grande quantidade de projetos está a caminho e a Nexans já está envolvido em muitos”, disse.

Com três fábricas em operação no país, em Americana e Lorena (SP) e no Rio de Janeiro, o mercado brasileiro representa 50% do mercado latino e 10% do faturamento da empresa. Segundo Welfling, o faturamento da empresa no país, de US$ 373 milhões de 2009, deve crescer 10% este ano.

Um dos principais fornecedores de umbilicais para a Petrobras (cabeamento submarino utilizado para a comunicação entre os campos e as plataformas) – tendo fornecido equipamentos para plataformas P-50, P-51, P-52, P-53, P-54 e P-57 –, o mercado de petróleo é a principal vertente de crescimento no País, principalmente com as expectativas de exploração do pré-sal.

“Olhando por fora, é difícil ter a idéia da quantidade de cabos contida em uma única plataforma de petróleo”, comenta Chaim Tencer, vice-presidente comercial e de marketing para América do Sul. “Mas são necessários, em média, 1.500 km de cabos. Isso, sem contar as necessidades das refinarias e das embarcações de apoio”.

Com um forte compromisso com a inovação, a Nexans conta com um centro internacional de pesquisa, nove centros de competência técnica e 450 pesquisadores que lançam dois novos produtos por semana. Já foram geradas pela empresa 450 patentes.

Sobre a possibilidade da instalação de uma planta de umbilicais no Brasil, hoje fabricados pela unidade da Nexans na Noruega, Chaim Tencer, vice-presidente comercial e de marketing para América do Sul, afirma: “Não há duvida de que estamos atentos a essa possibilidade”.

Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar