acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
X Conbrava

Nalco Brasil apresenta estudo sobre renovação do ar em ambientes climatizados

12/09/2007 | 00h00
O Conbrava, que este ano será realizado nos dias 18 a 21 de setembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, é um evento bienal que tem por objetivo atualizar e difundir os conhecimentos e experiências, além de contribuir para o aprimoramento tecnológico e desenvolvimento profissional do setor.

O trabalho a ser exposto no dia 19 de setembro, às 10h30, por Ana Carolina, representando a Nalco - que atua em aplicações para tratamento de água, qualidade do ar de interiores e melhoria de processos - também contou com a participação de Gustavo Silveira Graudenz, Eduardo Dantas, Marcos D’Avila Bensoussan, Isabelle Ricard e Marcelo Gurgel da equipe de Environmental Hygene Services, da Nalco Brasil, e Arlindo Tribess do Departamento de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica da USP.

A pesquisa avalia os indicadores de renovação do ar nos ambientes interiores no Brasil, identificando fatores que contribuem com o painel atualizado da realidade brasileira de qualidade do ar de ambientes internos e aponta necessidades de melhora de indicadores de renovação do ar em situações reais em nosso país.

As taxas de renovação do ar dos ambientes interiores são motivo de interesse crescente devido a sua implicação no conforto, saúde e produtividade dos usuários, bem como devido a sua implicação na utilização energética. Diversas legislações dispõem de regras e determinações diferentes sobre o assunto, entretanto, são escassos os dados sobre a nossa realidade no Brasil.

Sendo assim, a Nalco Brasil sentiu a necessidade de descrever e comparar indicadores de renovação do ar em diversos tipos de ambiente interno em todas as regiões do país. Para tanto, no estudo foram realizadas medições de dióxido de carbono (CO2) em 17.885 ambientes interiores e 3.654 amostras de ar externo em todas as regiões do Brasil no período de 2000 a 2006.

O CO2 é um gás produzido de várias formas nos ambientes interiores e é principalmente subproduto da respiração humana, mas as concentrações desse gás nos ambientes interiores não são distribuídas espacialmente de forma uniforme. As taxas de CO2 acima de 800 partes por milhão (ppm) estão associadas com aumento de 50 a 100% na ocorrência de problemas respiratórios e de 10 a 500% no aumento de sintomas relacionados à Síndrome dos Edifícios Doentes.

Mesmo em indivíduos saudáveis e assintomáticos a baixa renovação do ar resultará em sonolência e queda da produtividade em toda a população exposta. Esse aspecto comum tem potencial impacto econômico significativo para toda a sociedade, estudos epidemiológicos de qualidade do ar brasileiros já consolidam a importância desse assunto como o novo problema de saúde pública.

Os achados mostram diferenças importantes entre os indicadores de renovação do ar de acordo com o tipo de ambiente, a estação do ano e a região do país. A região brasileira com piores índices de renovação do ar por medição de dióxido de carbono foi a região sudeste e a melhor foi a centro-oeste. Comparativamente os bancos mostraram valores mais elevados, seguidos de unidades de saúde e edifícios de escritórios.

De forma interessante, as academias de ginástica tendem a mostrar os níveis de CO2 mais elevados, entretanto devido ao número reduzido de amostras não foram comparados aos outros grupos. Hotéis, supermercados e lojas são os ambientes que apresentaram os níveis mais baixos. As medições também apontaram o inverno, classicamente descrito como estação de risco, como a época em que as condições de CO2 estão mais elevadas.

Serviço:
X Congresso Brasileiro de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação, Aquecimento e Tratamento do Ar
Data: 18 a 21 de setembro de 2007
Local: Centro de Exposições Imigrantes – São Paulo/SP
Informações: http://www.abrava.com.br/


Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar