acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Bioeletricidade

Na espera de melhorias no ambiente de negócios do setor elétrico

28/08/2017 | 18h03

A recente proposta de reestruturação do setor elétrico apresentada pelo governo e a possibilidade da realização de dois leilões regulados ainda em dezembro deste ano foram temas que marcaram a 7ª edição do Seminário sobre Bioeletricidade da Fenasucro & Agrocana 2017, em Sertãozinho (SP).

Organizado pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA) em parceria com o Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (Ceise Br) no último dia 23 de agosto, o evento reuniu mais de 100 pessoas e teve palestrantes do Ministério de Minas e Energia (MME), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), da Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, entre outros.

“A proposta de reestruturação do setor elétrico promete resolver a judicialização no Mercado de Curto Prazo, onde estamos (usinas) gerando energia há dois anos e recebendo quase nada, e também promete reconhecer determinados atributos da bioeletricidade produzida a partir da cana-de-açúcar, dentre outras diretrizes. Além disso, existe a expectativa de ocorrer dois leilões para a aquisição de energia de novos projetos de bioeletricidade. Se tudo isso sair adequadamente do papel, certamente o ambiente de negócios melhorará para a indústria sucroenergética”, aponta Souza.

Presente na cerimônia de abertura do Seminário, a presidente da UNICA, Elizabeth Farina, salientou que essa melhoria para a bioeletricidade é essencial para o avanço do RenovaBio, programa que significará a expansão da produção de biocombustíveis (etanol e biodiesel) no Brasil, aumento da capacidade produtiva das usinas, surgimento de novas plantas industriais e reinvestimento em maquinário e equipamentos. “Etanol e bioeletricidade são produtos coirmãos e precisam de um mercado atrativo para se desenvolverem”, concluiu Farina.

Pioneirismo

Em comemoração aos 30 anos de cogeração de energia para a rede, três usinas foram homenageadas durante o Seminário UNICA-Ceise Br. Receberam as distinções, conforme demonstram as fotos abaixo (esq. p/ dir.), o diretor de operações da Biosev - Vale do Rosário, Ricardo Lopes; o gerente industrial da Usina São Martinho, Elke Meirelles; e o diretor industrial da São Francisco, Jairo Balbo.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar