acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Petrobras

Na 4ª Rodada de Licitação da ANP, Petrobras e parceiras ficam com três blocos

07/06/2018 | 19h32
Na 4ª Rodada de Licitação da ANP, Petrobras e parceiras ficam com três blocos
Agência Petrobras Agência Petrobras

A Petrobras informa que adquiriu, em parceria com outras companhias, três blocos offshore na 4ª Rodada de Licitação no regime de Partilha de Produção, realizada hoje pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), sendo operadora em todos os blocos.

No regime de partilha de produção, o consórcio entrega ao governo um percentual denominado “excedente em óleo lucro para a União”, que se aplica sobre a receita descontada dos custos de produção e dos royalties.

A oferta de excedente em óleo lucro para a União foi o único critério adotado pela ANP para definir a proposta vencedora, já constando previamente no edital o valor fixo do bônus de assinatura, o programa exploratório mínimo e os compromissos de conteúdo local.

A Petrobras exerceu o direito de preferência nos blocos Uirapuru e Três Marias, aderindo à proposta do consórcio vencedor.

O valor total do bônus de assinatura a ser pago pela Petrobras, de R$ 1,005 bilhão, representa 0,4% dos investimentos previstos no Plano de Negócios e Gestão 2018-2022 e será remanejado dentro do orçamento aprovado.

A exemplo das Rodadas realizadas em 2017 e da 15ª Rodada de Licitações no Regime de Concessão, realizada em março de 2018, a Petrobras atuou de forma seletiva nos leilões realizados hoje, alinhada aos fundamentos do seu Plano Estratégico, que prevê a sustentabilidade da produção de óleo e gás, com a continuidade do fortalecimento do portfólio exploratório, por meio da aquisição de novas áreas.

Além disso, a atuação em consórcios com importantes empresas está alinhada com o objetivo estratégico da Petrobras de fortalecer parcerias, compartilhando riscos, combinando competências técnicas e tecnológicas e capturando sinergias para alavancar resultados, enquanto reflete a relevância destas áreas no Brasil para as empresas de petróleo de classe mundial.



Fonte: Redação/Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar