acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

MPX inicia processo de capitalização de até R$ 1,3 bilhão

02/06/2011 | 09h20
MPX inicia processo de capitalização de até R$ 1,3 bilhão
MPX inicia processo de capitalização de até R$ 1,3 bilhão MPX inicia processo de capitalização de até R$ 1,3 bilhão
A MPX obteve nessa semana a aprovação da BNDESPAR, Gávea Investimentos e do controlador Eike Batista para uma capitalização de até R$ 1,3 bilhão. A operação será executada por meio de emissão de debêntures conversíveis em ações ordinárias da MPX, que poderão ser convertidas em até três anos por um preço de exercício de R$ 43 por ação. Na última quarta-feira, dia 1º de junho, o valor da ação da MPX encerrou o pregão cotada em R$ 41,75. O BNDES, por meio da BNDESPAR, investirá R$ 600 milhões. O Gávea Investimentos, por meio de um de seus fundos, e o acionista controlador da MPX, Eike Batista, participarão, cada um, com R$ 200 milhões. Os minoritários da MPX terão os direitos dos três investidores para aderir à operação, somando aproximadamente R$ 369 milhões à capitalização.
 

A MPX fará uma emissão privada de 21,7 milhões de debêntures conversíveis em ações ordinárias com valor nominal unitário de R$ 63. A remuneração do papel será de IPCA mais um percentual de 4% ao ano (spread). Após conclusão da operação, a BNDESPAR e o Gávea Investimentos poderão, cada um, indicar um membro para o Conselho de Administração da MPX. Para Eike Batista, presidente do Conselho de Administração e acionista controlador da MPX, “a aprovação do BNDES, após um longo e detalhado período de análise do negócio pelo banco, indica que fomos capazes de engenheirar uma maneira formidável de capitalizar a MPX num momento único de sua história”.
 

Já o fundador e principal executivo da administradora de recursos Gávea, Sr. Armínio Fraga, afirmou que está extremamente satisfeito em se juntar ao BNDES nessa operação que traz fundamentos sólidos sob os pontos de vista financeiro, econômico e de mercado. “A MPX, companhia comprometida com os mais altos padrões de governança corporativa e com forte expectativa de geração de caixa ainda nesse ano terá assegurada, com a presente capitalização, a continuidade dos seus promissores planos de expansão”, comentou Armínio Fraga.
 

A administração da Companhia irá convocar nos próximos dias a Assembléia Geral Extraordinária para deliberar sobre todos os termos e condições da operação. Os recursos da capitalização serão utilizados no desenvolvimento de projetos-chave da MPX, como a exploração de gás natural na Bacia do Parnaíba, empreendimentos de geração de energia a gás natural, carvão mineral e solar que totalizam 11 GW de capacidade instalada e o sistema integrado de mineração na Colômbia.
 

Nos últimos três anos, a MPX já investiu mais de R$ 4,3 bilhões na construção de três usinas a carvão mineral no Ceará e no Maranhão que totalizam 1440 MW de capacidade instalada. Os empreendimentos geraram 10 mil empregos diretos no auge das obras, que serão concluídas até 2012. 


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar