acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

MPX conecta usina solar de Tauá (CE) à rede elétrica nacional

24/05/2011 | 13h47
A MPX, empresa de energia do Grupo EBX, conectou ao Sistema Elétrico Nacional a primeira usina solar de geração de energia em escala comercial do Brasil, a MPX Tauá. O empreendimento entrou em testes e a inauguração será no dia 3 de junho. Localizada no município de mesmo nome, no sertão do Ceará, a usina tem capacidade instalada inicial de 1 MW, o suficiente para abastecer 1,5 mil famílias. Implantada com tecnologia estado da arte em painéis fotovoltaicos, a planta recebeu investimentos totais de cerca de R$ 10 milhões. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) apoiou a iniciativa inédita no país com aporte de US$ 700 mil.

 

Para Marcus Temke, Diretor de Implantação e Operação da MPX, a empresa destaca o seu perfil pioneiro com a inauguração deste empreendimento, considerando que toda a experiência anterior de geração solar fotovoltaica no Brasil ocorreu por meio de instalações de pequenas unidades produtoras, apenas com o objetivo de fornecer energia para regiões isoladas. “Estamos orgulhosos do sucesso obtido com essa iniciativa e queremos contribuir com a expansão da geração solar no Brasil e o desenvolvimento da tecnologia para a diversificação da matriz energética. O potencial de abastecimento complementar com energia solar é grande no país”, comemora Temke.

 

O planejamento da MPX para a expansão da geração solar está adiantado. A empresa já possui autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e licença da Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace) para aumentar a capacidade da MPX Tauá até 5 MW. O projeto final concebido pela empresa para a planta de Tauá chega a 50 MW. Quando essa potência for atingida, 77,4 milhões de kWh serão injetados na rede elétrica brasileira anualmente. Hoje, a usina ocupa uma área de 12 mil metros quadrados e conta com 4.680 painéis fotovoltaicos, que absorvem a luz do sol para transformação em energia elétrica. Distante cerca de 360 quilômetros de Fortaleza, capital do Ceará, a MPX Tauá está conectada ao Sistema Interligado Nacional através de subestação da distribuidora Coelce, a partir de uma linha de 13,8 kV e 12 quilômetros de extensão.

 

A primeira usina solar com energia comercializável do Brasil é fruto de investimentos da MPX para incentivo de fontes renováveis inovadoras, dentro da política de pesquisa e desenvolvimento (P&D). Os estudos em geração de energia a partir do sol começaram em 2008. Em setembro de 2010 teve início a implantação do projeto, com tecnologia de ponta. A MPX aposta em parcerias estratégicas para continuar desenvolvendo a usina solar. A empresa já firmou parceria com a Universidade Estadual do Ceará (UECE) para o monitoramento e análise dos dados obtidos na operação, o que orientará a expansão do empreendimento. Dados emitidos pela estação meteorológica da usina serão transferidos, em tempo real, para os computadores da universidade, e estudantes serão capacitados na área de energia solar.

 

Os painéis de alta eficiência da usina solar foram fabricados pela empresa japonesa Kyocera, com experiência de mais de 30 anos no setor. A cidade de Tauá foi escolhida por seus ótimos índices de radiação solar ao longo de todo o ano, por se destacar em infraestrutura e também por projetos pioneiros como o Cidade Digital, que oferece à população amplo acesso à internet. Durante a construção da usina solar, metade dos trabalhadores foram recrutados na própria cidade.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar