acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

MPX adquire 660 MW em projetos do Grupo Bertin

15/06/2011 | 17h59
A MPX Energia, empresa de energia do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, firmou um termo de compromisso com a Bertin Energia e Participações para a aquisição das sociedades MC2 Joinville e MC2 João Neiva, detentoras de autorizações para a construção de usinas termelétricas a gás natural liquefeito, com capacidade total de 660 MW, no Espírito Santo. Os projetos comercializaram energia no Leilão A-5, realizado em setembro de 2008, na forma de Contratos de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado por Disponibilidade, totalizando 450 MW médios, a um preço (Índice de Custo Benefício – ICB) de R$ 146,0/MWh e receita fixa anual de R$ 323,8 milhões (ambos os valores na data-base de janeiro de 2008). Os CCEARs têm prazo de 15 anos, com início de vigência em janeiro de 2013.

 

A MPX pretende transferir os projetos para o Complexo Termelétrico Parnaíba, no Estado do Maranhão. A Companhia já possui Licença de Instalação para implantar 1.863 MW a gás natural na região. Conforme Comunicado ao Mercado em 17 de maio de 2011, a OGX Maranhão, empresa coligada da MPX, apresentou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) os Planos de Desenvolvimento para dois campos de gás natural na Bacia do Parnaíba e estima que a produção alcançará 5,7 milhões de m3/dia em 2013, volume superior ao consumo esperado dos Projetos.  A presente aquisição representa um passo fundamental para a completa integração do gás natural na bacia do Parnaíba.

 

A aquisição está sujeita à obtenção da autorização pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para a adequação dos Projetos à implantação dos mesmos no Complexo Termelétrico Parnaíba. As condições comerciais definitivas da transação serão divulgadas quando da obtenção da autorização pela ANEEL.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar