acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

MPT de Alagoas quer multa de R$ 2,4 mi à Eletrobras

16/08/2011 | 17h25
A Eletrobras é acusada na Justiça de Alagoas de descumprir acordo judicial firmado há quatro anos e poderá ser condenada a pagar multa estipulada pelo Ministério Público do Trabalho em R$ 2,4 milhões. A estatal é suspeita de burlar a legislação trabalhista vigente no Brasil, ao contratar terceirizados para exercer tarefas que deveriam ser de responsabilidade de funcionários concursados.

O acordo data de 2007, quando a Eletrobras Distribuição Alagoas (subsidiária da Eletrobras) se comprometeu na 7ª Vara do Trabalho de Maceió a cumprir 24 etapas de um programa de redução de terceirização. O Ministério Público do Trabalho argumenta que a empresa não cumpriu nem sequer uma etapa do acerto.

Os procuradores do Trabalho querem que a estatal pague R$ 100 mil por cada etapa desrespeitada em até 48 horas após a manifestação do Judiciário. Pede também que a Justiça afaste todos os empregados terceirizados que ocupam cargos destinados a funcionários públicos e que a Eletrobras pare de contratar trabalhadores sem concurso. Por meio da subsidiária, a Eletrobras informou ainda não ter sido notificada da ação e que não fará comentários por enquanto.


Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar