acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Morales nomeia advogado como novo ministro de Hidrocarbonetos

25/01/2006 | 00h00

O governo do presidente boliviano Evo Morales, que assumiu o cargo no último domingo, anunciou nesta quarta-feira (25/1) a nomeação do advogado Andriz Soliz Rada como o novo ministro de Hidrocarbonetos. Além de advogado, Soliz é colunista do jornal boliviano El Diario e já escreveu diversos livros e estudos sobre hidrocarbonetos, nos quais tem sido muito crítico da privatização e do modelo neoliberal de desenvolvimento defendido pelo governo americano.

Soliz também atuaou como parlamentar no partido nacionalista Condepa, de 1993 a 1997, período no qual propôs uma lei anticorrupção que permitiria a investigação de fortunas adquiridas por meios suspeitos. A proposta não foi aprovada pelo congresso. O novo ministro foi membro do gabinete de transição de Morales em assuntos relacionados a hidrocarbonetos.

O antecessor de Soliz, Mauricio Medinacelli, forneceu informações ao gabinete provisório durante três semanas e três encontros realizados antes de deixar o cargo. Os assuntos mais importantes que Medinacelli discutiu com a equipe de transição foram o transporte de hidrocarbonetos, incentivos para investimento em campos marginais e política de preços.

Um dos mais delicados temas que Soliz enfrentará no novo cargo é a exportação de gás para o Brasil e para a Argentina, em particular a intenção de Morales de aumentar o preço do gás exportado para o mercado argentino. Além disso, o ministro precisará resolver a migração de contratos fechados com companhias estrangeiras para o novo modelo da nova e polêmica Lei de Hidrocarbonetos.

A lei, aprovada no ano passado, estabelece uma taxa de 50% entre royalties e impostos, mas as companhias tem se recusado a aceitar os novos termos. O novo ministro de Hidrocarbonetos estuda propostas para para resolver limitações domésticas no abastecimento de óleo diesel e gás liqüefeito do petróleo (GLP).



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar