acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

MMX conclui túnel que viabiliza a implantação do Superporto Sudeste

29/09/2011 | 11h02
A MMX, braço de extração de minério de ferro do Grupo EBX, anuciou que concluiu a perfuração do túnel do Superporto Sudeste, etapa fundamental para a implantação do empreendimento que irá exportar a produção da companhia. Atualmente em obras, o Superporto Sudeste está sendo construído em Itaguaí (RJ), com capacidade inicial de escoamento de 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

A conclusão da perfuração do túnel do porto - que tem 1,8 quilômetro de extensão, 11 metros de altura e 20 metros de largura - aconteceu na terça-feira (27), um dia depois da empresa anunciar que protocolou o estudo de impacto ambiental para a expansão desse empreendimento. De acordo com os protocolos de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (Rima), feitos pela companhia junto ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) do estado do Rio de Janeiro, a expansão contempla o dobro do valor de escoamento, passando para 100 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

Atualmente, a MMX possui dois sistemas em operação: Sistema Sudeste (MG) e Sistema Corumbá (MS). A capacidade instalada da companhia é hoje de 10,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e a expectativa é de expandir, até 2016, essa capacidade para 46 milhões de toneladas por ano.

O Sistema Sudeste é formado pelas Unidades Serra Azul e Bom Sucesso. Na Região de Serra Azul - Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais -, a MMX tem capacidade instalada para produzir anualmente 8,7 milhões de toneladas de minério de ferro e, até 2016, chegará a 24 milhões de toneladas/ano. Em Bom Sucesso, no Centro-Oeste mineiro, a MMX irá implantar uma nova operação que deverá produzir 10 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.
 
Tanto a expansão da Unidade Serra Azul quanto a implantação da Unidade Bom Sucesso estão em fase de licenciamento ambiental. Já o Sistema Corumbá, no Mato Grosso do Sul, está em operação desde 2006 e tem capacidade instalada de produção anual de 2,1 milhões de toneladas de minério de ferro.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar