acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia especial

MME coordena ações para recompor sistemas elétricos em Pernambuco e Alagoas

24/06/2010 | 10h15

O Ministério de Minas e Energia (MME) está coordenando uma série de ações para ajudar a restabelecer os sistemas elétricos nas áreas afetadas pelas fortes chuvas e enchentes que atingiram os estados de Pernambuco e Alagoas no último final de semana.

 


A Eletrobras está disponibilizando uma linha de financiamento de R$ 60 milhões para as empresas reconstruírem as redes de distribuição devastadas pelas enchentes. As empresas Eletrobras Chesf, Eletrobras Distribuição Alagoas e Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), em suas respectivas áreas de atuação, estão trabalhando para restabelecer os serviços de eletricidade na região, priorizando os consumidores especiais, como hospitais, estações de água, abrigos comunitários, entre outros.


A Eletrobras Chesf, apesar de não estar diretamente relacionada com os desligamentos da distribuição, já que atua somente no Sistema Interligado Nacional, tem participado ativamente dos serviços, apoiando as empresas distribuidoras com pessoal, equipamentos rodoviários pesados, equipamentos e materiais de manutenção de linhas e redes, meios de comunicação via satélite e até helicópteros.


Em Pernambuco, a Celpe mobilizou todas as equipes de manutenção e está com 45% da área atingida restabelecida. Sua principal dificuldade para ampliar esse atendimento é o acesso aos municípios afetados. Palmares é o que apresenta situação mais delicada. Cerca de 20 mil pessoas estão sem energia na cidade. Em Barreiros, Água Preta, Catende, Jaqueira, Maraial e Belém de Maria os serviços já foram parcialmente restabelecidos.


Em Alagoas, a Eletrobras Distribuição Alagoas está atuando com equipes próprias e contratando reforços por meio de terceirizadas. Os municípios de União dos Palmares e Branquinha são os mais críticos. Em Quebrângulo foi normalizado o atendimento às principais unidades públicas, como hospital, igreja, locais de abrigo e prefeitura. Do total de unidades consumidoras atingidas no Estado, 40% já foram restabelecidas, ou seja, cerca de 72 mil pessoas.


As concessionárias estão avaliando locais e condições de acesso para instalação de grupos geradores de emergência, principalmente para os casos em que houve destruição total das redes de distribuição.

 

 

 



Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar