acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Economia

MME autoriza Eletrosul emitir debêntures para três eólicas

14/01/2013 | 15h28

 

A Eletrosul recebeu nesta segunda-feira (14) autorização do Ministério de Minas e Energia (MME) para emitir debêntures de infraestrutura, com isenção de imposto de renda para o investidor, de três parques eólicos da companhia.
Os empreendimentos são Geribatu I, II e III, que somam 66 MW de potência instalada, em implantação em Santa Vitória do Palmar (RS). A estatal detém 49% dos parques. A acionista majoritária é o Fundo de Investimentos e Participações (FIP) Rio Bravo, com 51%.
Previstos para entrar em operação no primeiro trimestre de 2014, os projetos fazem parte de um complexo que contará com dez parques, num total de 258 megawatts (MW) e investimento de R$ 1 bilhão.
Esse é o segundo grupo de projetos eólicos da Eletrosul a receber autorização para fazer emissão na nova modalidade de debêntures. Em dezembro, o MME autorizou a emissão dos papéis para o parque eólico Cerro dos Trindade, em construção em Sant’Ana do Livramento (RS).
O Cerro dos Trindade é um dos cinco parques do complexo eólico do Livramento, que terá capacidade instalada total de 78 MW, com investimentos de R$ 286 milhões. O parque pertence a um consórcio liderado pela Eletrosul (49%) e que conta com a participação do FIP Rio Bravo (41%) e Fundação Eletrosul de Previdência e Assistência Social (10%).

A Eletrosul recebeu nesta segunda-feira (14) autorização do Ministério de Minas e Energia (MME) para emitir debêntures de infraestrutura, com isenção de imposto de renda para o investidor, de três parques eólicos da companhia.


Os empreendimentos são Geribatu I, II e III, que somam 66 MW de potência instalada, em implantação em Santa Vitória do Palmar (RS). A estatal detém 49% dos parques. A acionista majoritária é o Fundo de Investimentos e Participações (FIP) Rio Bravo, com 51%.


Previstos para entrar em operação no primeiro trimestre de 2014, os projetos fazem parte de um complexo que contará com dez parques, num total de 258 megawatts (MW) e investimento de R$ 1 bilhão.


Esse é o segundo grupo de projetos eólicos da Eletrosul a receber autorização para fazer emissão na nova modalidade de debêntures. Em dezembro, o MME autorizou a emissão dos papéis para o parque eólico Cerro dos Trindade, em construção em Sant’Ana do Livramento (RS).


O Cerro dos Trindade é um dos cinco parques do complexo eólico do Livramento, que terá capacidade instalada total de 78 MW, com investimentos de R$ 286 milhões. O parque pertence a um consórcio liderado pela Eletrosul (49%) e que conta com a participação do FIP Rio Bravo (41%) e Fundação Eletrosul de Previdência e Assistência Social (10%).

 



Fonte: Valor Online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar