acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Mitsui toma controle da Multigrain

14/01/2011 | 10h21
A japonesa Mitsui confirmou na quinta-feira que fechou acordo para comprar, por US$ 225 milhões, a participação de 44,2% que a cooperativa americana CHS tem na trading Multigrain. Com isso, a multinacional assumirá o controle da empresa brasileira, com fatia total de 88,4%. A partir do novo aporte, os investimentos da Mitsui na Multigrain passarão a somar US$ 459 milhões. Os japoneses entraram no capital da brasileira em 2007.


Procuradas, Mitsui e Multigrain não concederam entrevista. Mas a companhia japonesa há alguns meses vem anunciando sua intenção de ampliar investimentos em alimentos no mundo de olho na demanda crescente da Ásia. Em comunicado, a empresa reiterou que vai dirigir esforços para fortalecer a produção agrícola e os negócios de distribuição de grãos no Brasil. "O objetivo é garantir fornecimento estável de grãos do Brasil, principalmente para o mercado asiático", afirma.
 

A Mitsui poderá, ainda, procurar um parceiro para investir na Multigrain, segundo informou a Bloomberg, mas desde que mantenha pelo menos 51% de participação na companhia no Brasil. Há também na sociedade um terceiro acionista, a PMG Trading, com cerca de 10% e cujo responsável não foi encontrado.


A trading japonesa já tem investimentos no Brasil, nos setores de alumínio e minério de ferro, e está entre as maiores importadoras de oleaginosas do Japão. A empresa passou pelo setor sucroalcooleiro, chegando até a negociar parceria com a Petrobras em usinas de açúcar e álcool. Se associou ao consórcio PMCC (Petrobras, Mitsui e Camargo Corrêa) na construção e operação de um etanolduto, projeto do qual a japonesa se desligou para a entrada da subsidiária de transportes do grupo Odebrecht e posterior fusão com o projeto Uniduto, que reunia Cosan, Copersucar e outros players do setor.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar