acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Comércio Exterior

Missão empresarial avaliará oportunidades de investimento na América Central

13/04/2006 | 00h00

O governo brasileiro enviará, em maio, missão de empresários à América Central, região que oferece muitas oportunidades de investimentos. A informação é do assessor para Assuntos Internacionais do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Pompeu Andreucci, um dos organizadores da missão, realizada em parceria com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Segundo ele, os principais setores de interesse dos governos envolvidos são energias renováveis (etanol, biodiesel, solar), infra-estrutura (construção civil e transportes), linhas de transmissão elétrica, têxtil e confecções.

Em razão da preferência, as empresas que trabalham nestes setores terão prioridade para participar da missão, além das que já mantêm comércio com a América Central.

Andreucci informou, ainda, que a missão, liderada pelo ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, é voltada para a busca de oportunidades, negócios, comércio e investimentos. Também integrará a comitiva o ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau. Quatro países estão incluídos no roteiro: Panamá, Costa Rica, Guatemala, El Salvador e Honduras.

A missão foi idealizada depois da visita de Lula à Guatemala, em 2005, quando o presidente brasileiro se reuniu com todos os chefes de estado da América Central. "Foram abertas portas políticas que proporcionam negócios para o Brasil e para empresários do país", disse Andreucci, em entrevista à Radiobrás.

De acordo com Andreucci, o objetivo é aumentar o comércio, criar oportunidades de negócios e mostrar aos empresários brasileiros que há um grande potencial de investimento na região. "Os lucros são grandes para os empresários que quiserem aproveitar a oportunidade", afirmou. De 1985 a 2005, as exportações brasileiras para a América Central cresceram 1.228%. Para as demais regiões, o crescimento foi de 371%, lembrou Andreucci. "Esses números mostram mais dinamismo do comércio brasileiro nessa região".

Na próxima quarta-feira (19/04), será realizado em São Paulo o seminário de lançamento da missão à América Central.



Fonte: Redação com Agênc
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar