acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Missão comercial reúne empresas da Pensilvânia no Brasil

10/04/2013 | 17h37

 

Esta semana chega ao Brasil a primeira missão comercial promovida pelo governo da Pensilvânia, estado que possui a quinta maior economia nos Estados Unidos da América. A organização Team Pennsylvania Foundation realiza no dia 11 de abril em São Paulo um encontro com o objetivo de estimular os negócios e a cooperação nas áreas de educação, tecnologia e comércio.
Com sede na cidade de Blue Bell, Pensilvânia, e presente no Brasil por aproximadamente 100 anos, a Unisys prestigia o evento, no qual participam empresários e altos executivos brasileiros e norte-americanos de vários setores da atividade econômica, entre os quais se destaca o de tecnologia da informação.
Para os dirigentes da Unisys no Brasil, Agostinho Rocha e Mauricio Cataneo, trata-se de uma oportunidade interessante para que as empresas brasileiras possam conhecer a fundo o potencial econômico daquele estado. “Além disso, a missão é uma iniciativa que permitirá o compartilhamento de experiências e melhores práticas, o que certamente contribuirá para a abertura de novas frentes de negócios em nossas relações comerciais”, afirmam os executivos.
Com um PIB superior a US$ 570 bilhões, a Pensilvânia tem no Brasil um parceiro estratégico de negócios e colaboração. Na Filadélfia, capital do estado, o setor de TI está entre os maiores do país, respondendo por 5,4% de todo o PIB regional. Para cada trabalhador empregado no setor de tecnologia, pelo menos mais dois foram contratados em outras indústrias, o que mostra a forte simbiose entre a área de TI e os demais segmentos de negócio.
Brasil e Pensilvânia
Em 2012, as empresas brasileiras importaram mais de US$ 1,2 bilhão em bens e mercadorias de organizações sediadas na Pensilvânia, mas esse número deve crescer ainda mais este ano. As importações realizadas em janeiro de 2013 foram 26% maiores do que no mesmo período do ano passado.
A missão vai se concentrar especificamente nos seguintes aspectos de relações comerciais internacionais: Oportunidades de Exportação & Conexões Portuárias, Oportunidades de Investimentos Estrangeiros Diretos, Recrutamento Internacional de Estudantes e Turismo. O próprio governador da Pensilvânia tem se empenhado na construção de relações fortes com o Brasil e outros países da América Latina, visando o desenvolvimento de oportunidades de comércio.

Esta semana chega ao Brasil a primeira missão comercial promovida pelo governo da Pensilvânia, estado que possui a quinta maior economia nos Estados Unidos da América. Promovido pela Câmara de Comércio Americana (Amcham) e a Brazil US Business Council foi realizado hoje (10), no Rio, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), um almoço de negócios seguido de uma mesa redonda para discutir as oportunidades entre o Estado americano e o Brasil nas áreas de energia, shale gas no setor de óleo e gás e projetos de infra estrutura. O debate contou com a presença do governador da Pensilvânia, Tom Corbett.

 

Já, amanhã (11), em São Paulo, a organização Team Pennsylvania Foundation realiza em São Paulo outro encontro com o objetivo de estimular os negócios e a cooperação nas áreas de educação, tecnologia e comércio.

Com um PIB superior a US$ 570 bilhões, a Pensilvânia tem no Brasil um parceiro estratégico de negócios e colaboração. Na Filadélfia, capital do estado, o setor de TI está entre os maiores do país, respondendo por 5,4% de todo o PIB regional. Para cada trabalhador empregado no setor de tecnologia, pelo menos mais dois foram contratados em outras indústrias, o que mostra a forte simbiose entre a área de TI e os demais segmentos de negócio.



Brasil e Pensilvânia


Em 2012, as empresas brasileiras importaram mais de US$ 1,2 bilhão em bens e mercadorias de organizações sediadas na Pensilvânia, mas esse número deve crescer ainda mais este ano. As importações realizadas em janeiro de 2013 foram 26% maiores do que no mesmo período do ano passado.


A missão vai se concentrar especificamente nos seguintes aspectos de relações comerciais internacionais: Oportunidades de Exportação & Conexões Portuárias, Oportunidades de Investimentos Estrangeiros Diretos, Recrutamento Internacional de Estudantes e Turismo. O próprio governador da Pensilvânia tem se empenhado na construção de relações fortes com o Brasil e outros países da América Latina, visando o desenvolvimento de oportunidades de comércio.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar