acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Ministro garante ampliação de geração de energia no Acre

08/10/2010 | 10h45
O ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, foi ao Acre ontem (7), para anunciar um plano para conter crise energética. O ministro diz que 80% dos desligamentos de distribuição têm ocorrido na área de distribuição, que levou a empresa a fazer modificações. Será preciso separar ramais rurais de urbanos para que as quedas de energia sejam evitadas.


"Também vamos precisar colocar religadores e isso vai melhorar a performance desses ramais. Além disso terá a troca de transformadores, porque isso é interessante diante do crescimento registrado no Estado", anunciou.


Segundo o ministro, como ainda não há o segundo circuito ligando o Acre a Rondônia, será preciso fazer um estudo para verificar se é o caso de colocar mais geração no Acre, principalmente por causa da capital.


"Uma capital não pode ficar nessa situação, onde a perda de uma linha leve a perda de todo o fornecimento", afirmou.


Márcio Zimmermann destacou durante entrevista que vai deixar o Acre em condições de receber indústrias que devem se instalar na Zona de Processamento de Exportação.


"Resolvidos esses problemas emergenciais e outros estruturais, nós vamos deixar o Acre em condições de atrair mais empresas para cá", garantiu o ministro de Minas e Energia.


O presidente da Eletrobrás, José Muniz, certificou que o volume de recursos que for necessário para solucionar a questão energética nesse plano emergencial, a Eletrobrás terá que garantir.


Márcio Zimmermann revelou que para a construção do segundo circuito serão investidos R$ 240 milhões. Mas o Ministério de Minas e Energia ainda não tem os valores que devem ser investidos no plano emergencial.


Luz para Todos continua até 2011


Com relação ao programa Luz para Todos, o ministro adiantou que apareceu uma demanda maior para religações de redes para o final deste ano. Com um decreto assinado na última quarta-feira (6), foi permitido que o prazo-limite seja estendido de execução até 2011.


"Isso ajudou o Acre, agora, mais de quatro mil religações sejam feitas. Com isso, praticamente vamos zerar aquelas ligações de Luz para Todos que dependem de extensão de rede", assegurou.


O ministro disse que ainda ficarão pendentes as regiões com sistema mais isolado porque a Eletrobras estuda a utilização de energias alternativas nessas regiões.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar